Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Brasil pede ampliação de prazo para cota de carne suína à Rússia

Brasil aparece como talvez o grande fornecedor que tenha capacidade de fazer valer esta cota, apesar das limitações de ordem política e geopolítica

O diretor de mercados da ABPA, Luis Rua, explicou que concorrentes do Brasil na exportação de carne suína, como União Europeia e EUA, possuem plantas habilitadas para embarcar à Rússia, porém, “há limitações de ordem política e geopolítica que fazem com que, na prática, essas unidades não possam enviar os produtos”.

Neste cenário, disse ele, o Brasil aparece como talvez o grande fornecedor que tenha capacidade de fazer valer esta cota.

Rua ainda afirmou que a maneira dos russos controlarem os embarques que fazem parte da cota é emitindo licenças aos importadores que pretendem adquirir a proteína.

As licenças são emitidas pelo governo, afirmou Rua, e os entraves logísticos globais têm tornado o processo de exportação mais demorado. “Essas licenças precisam ser emitidas mais rapidamente.”

Para o executivo, postergar a validade da cota seria o cenário ideal– ou até aumentá-la, a depender da demanda dos russos– e se ela não for postergada, “definitivamente, seria necessário que se acelerassem a emissão dessas licenças”, dada toda a dificuldade logística para que o produto chegue na Rússia.

Fonte: Reuters

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM