Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Brasil reúne 7 países em Conselho Global da Raça Santa Gertrudis

Uma das primeiras conquistas notáveis do conselho foi a criação de um grupo de investidores interessados em contribuir para o desenvolvimento genético da raça Santa Gertrudis no Brasil

Promover o intercâmbio de inovações e informações técnicas, visando a promoção da pecuária brasileira, este é um dos objetivos de uma importante iniciativa fomentada pelos criadores da raça Santa Gertrudis. Durante o Congresso Internacional realizado no fim do ano passado no Brasil, a Associação fomentou junto a sete países a criação de um Conselho Global da raça.

Para o então presidente da Associação Brasileira (gestão 2022/2023) e o primeiro a presidir o Conselho Mundial, Gustavo Barreto, a iniciativa promete avançar nos aspectos técnicos da raça e na comunicação entre as associações de todo o mundo. “O Conselho Global da Raça foi criado com o objetivo de facilitar a comunicação entre as associações, a transferência de informações que muitas vezes só aconteciam durante os congressos mundiais. Queremos fazer disso uma constante diária, trocando informações técnicas durante todos os anos, durante todos os meses. Teremos uma comunicação ativa com todas as associações”, afirmou Barreto.

Ao todo, sete países se comprometeram em participar do Conselho – Argentina, Austrália, Brasil, Estados Unidos, Paraguai, África do Sul e Honduras, cada um com 2 membros participantes. Uma das primeiras conquistas notáveis do conselho foi a criação de um grupo de investidores interessados em contribuir para o desenvolvimento genético da raça no Brasil.

“Durante o Congresso foi possível ver como a raça tem se desenvolvido de forma sólida em nosso país, com uma constante evolução de dados técnicos respaldados por entidades como a Embrapa. Isso mostrou a eles que temos potencial de manejo nutricional e genético, despertando o interesse não só no intercâmbio genético, mas também desses dados, como exemplo projetos que não só produzem dentro da porteira, mas entregam a carne direto ao consumidor, como é o caso da União do Brasil, que criou uma linha de carne e a oferece em um PUB no interior de São Paulo”, explica o atual presidente da Associação (gestão 2024/2025) , Antônio Roberto.

Jerome Urbanosky, um dos criadores da raça nos Estados Unidos, ex-presidente da Associação Americana da Raça e um dos membros escolhidos para representar o país no Conselho, expressou sua admiração pelo comprometimento e inovação demonstrados no desenvolvimento do Conselho Mundial de Santa Gertrudis. “Tanto progresso pode ser alcançado unindo esforços e ideias sobre como criar e comercializar essa raça de gado de corte, que tem muito a oferecer”, destacou Urbanosky.

Associação Brasileira do Santa Gertrudis
Foto: Divulgação

A Associação Brasileira do Santa Gertrudis é uma organização dedicada ao desenvolvimento e promoção da raça Santa Gertrudis no Brasil e no cenário internacional. Com um compromisso com a excelência genética e a inovação na indústria pecuária, a associação desempenha um papel fundamental na preservação e avanço dessa raça de gado de corte.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM