Brasileiros estão consumindo mais carne bovina

Brasileiros estão consumindo mais carne bovina

PARTILHAR
carne consumo
Foto Divulgação.

Na contramão do que acontece com os vizinhos argentinos, os brasileiros estão consumindo mais carne bovina neste ano.

Em meio à recessão e à menor oferta de bovinos, o consumo per capita de carne bovina chegou a cair fortemente no país, atingindo o menor patamar do século em 2016. De lá para cá, no entanto, a curva se inverteu. Com a maior oferta de gado – e dos abates – o consumo está se recuperando.

Estimativa da consultoria Athenagro, especializada em pecuária, aponta que no ano passado a disponibilidade per capita de carne bovina no país atingiu 39,88 quilos, 11,4% mais que os 35,81 quilos por habitante do ano anterior. Para 2018, a consultoria projeta avanço de 5,8%, para 42,21 quilos.

Os números da consultoria consideram os abates formais (aqueles em frigoríficos inspecionados nas esferas federal, estadual e municipal) e também informais, que ainda existem em razão de abates não fiscalizados por diferentes motivos – desde a sonegação, que cresceu no ano passado, até os abates de gado na fazenda para consumo próprio.

Para Maurício Nogueira, sócio-diretor da Athenagro, o crescimento do consumo de carne bovina neste ano é sustentado pela carne de frango, principal concorrente. “Esse aumento acontece justamente por conta dessa substituição, que é forçada porque o preço do frango subiu”, acrescentou ele.

Por causa das adversidades enfrentada pela avicultura brasileira neste ano – a atividade sofreu com embargos internacionais e preços da ração em alta -, as agroindústrias processadoras de aves cortaram a produção. Com isso, a oferta de carne de frango deve cair entre 2% e 3% neste ano, conforme a última estimativa da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Nesse cenário, a disponibilidade per capita de carne de frango no país deve cair 1,7% – de 45,2 quilos no ano passado para 44,4 quilos em 2018, de acordo com projeção divulgada em agosto pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Nos números da Athenagro, a disponibilidade ainda aumentará ligeiramente (1,6%), saindo de 45,15 quilos por ano a 45,91 quilos. Esse aumento da disponibilidade ocorre mesmo com a queda da produção porque as exportações de frango estão em queda.

Com informações do Valor.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com