Broca-da-cana causa R$ 5 bi em prejuízos a cada safra

Broca-da-cana causa R$ 5 bi em prejuízos a cada safra

PARTILHAR
CanaResistente_broca-da-cana-de-açúcar
Photo: Saulo Coelho

Broca-da-cana (Diatraea saccharalis) causa prejuízos estimados em R$ 5 bilhões a cada safra e está presente em 100% das áreas de cultivo no Brasil

A broca-da-cana (Diatraea saccharalis) é atualmente a principal praga da cana-de-açúcar. A lagarta jovem alimenta-se da folha para depois penetrar as partes mais moles do colmo, formando galerias que provocam grandes perdas de biomassa (foto à direita). Estudos apontam que sua incidência e dispersão vêm crescendo com a colheita mecanizada crua e com o aumento da palhada nas lavouras de cana, causando prejuízos estimados da ordem de R$ 5 bilhões por ano-safra.

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, sendo essa uma das atividades que mais movimentam a economia. Segundo o Instituto de Tecnologia Canavieira (ITC), o setor representa 2% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. A cana também está entre as culturas mais versáteis do agronegócio. A partir dela se obtêm açúcar, etanol, biomassa, insumos – como ração para bovinos, rapadura, aguardente, melado, proteínas, aminoácidos e até plástico ecológico.

Nova super cana-de-açúcar é desenvolvida na Embrapa
Arte: CTC

Rede de pesquisa Pluricana inicia nova fase

Desenvolver pesquisas que gerem informações e tecnologias importantes para o setor sucroenergético é o principal objetivo do projeto Plurianual de Pesquisa em Cana-de-Açúcar – o Pluricana – que inicia a sua Fase II em 2020. Após seis anos de duração da Fase I, o projeto foi remodelado para incluir novas linhas de pesquisa, prospectadas junto ao setor e identificadas como ações prioritárias a curto, médio e longo prazo.

Para cada nova linha de pesquisa, foram selecionadas ações que na Fase I apresentaram elevado impacto no desenvolvimento científico e possibilidades concretas de aplicação pelo setor sucroenergético. As cinco novas linhas temáticas que integram a segunda fase da pesquisa são: Pré-melhoramento, Melhoramento, Sistemas de produção, Biotecnologia e Insumos Biológicos.

Sugar cane pest, insect as known as: ” Bicudo da Cana-de-Açúcar “. Scientific name: Sphenophorus levis

Planta transgênica contra o bicudo-da-cana já está em desenvolvimento

Além da broca-da-cana (Diatraea saccharalis), um novo inseto-praga da ordem dos coleópteros vem se tornando um grande problema para o setor sucroenergético. Chamada de bicudo-da-cana (Sphenophorus levis), essa nova praga ainda não possui controle químico ou biológico de elevada eficiência. Sua incidência e dispersão vêm crescendo com a colheita mecanizada crua com o aumento da palhada nas lavouras de cana, causando prejuízos estimados em R$ 2 bilhões anualmente.

A Embrapa Agroenergia e a startup PangeiaBiotech já geraram plantas transgênicas com gene para resistência a esse inseto e os testes estão em fase adiantada em condições de casa de vegetação. Os eventos selecionados serão transferidos para o campo de multiplicação, segundo as determinações da CTNBio. A nova variedade de cana pode ser considerada uma evolução da cana BtRR e faz parte do escopo do projeto Cana2+, uma parceria entre a Embrapa Agroenergia, a startup PangeiaBiotech, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com