Campeonato rústico Angus tem destaque na Expointer

Campeonato rústico Angus tem destaque na Expointer

PARTILHAR
campeonato-rustico-angus
Foto: Gabriel Olivera / angus.org.br

Soldera e Tradição levam grandes campeonatos rústicos da Expointer 2017

A disputa foi acirrada no julgamento de animais rústicos da raça Angus, na manhã desta segunda-feira (28/8), durante a 40ª Expointer, em Esteio (RS). A Cabanha Soldeira, de Panambi (RS), dos irmãos Ademir Soldera e Dilvani Soldera, levou os principais títulos do grande campeonato de fêmeas PC, com o trio do lote 13 (tatuagens 6049, 6091 e 6030). A propriedade também arrematou o titulo de trio reservado com o lote 12 (tatuagens 6252, 6042 e 6080), o terceiro melhor trio com o lote 14 (tatuagens 5181, 5084 e 5039) e a melhor fêmea PC com o exemplar Soldera 6030 New Direction.

Além disso, a cabanha ficou com o grande campeonato das fêmeas PO, com o trio de lote 11 (tatuagens 5055, 5123 e TE5115). A cabanha conquistou ainda o título de melhor fêmea PO, com Soldera 5055 CINCH. Segundo o criador Ademir Soldera, o resultado foi esforço conjunto de dois anos de trabalho, que focou no manejo, alimentação e sanidade. “Fizemos tudo para apresentar o melhor desempenho dos animais. Quem ganha com isso é a raça Angus”, afirmou.

Ainda nas fêmeas PO, o título de reservado grande campeão foi para Cabanha Rincon Del Sarandy, de Uruguaiana (RS), com o trio do lote 7 (tatuagens TE2959, TE2950 e TE2916). O terceiro melhor trio de fêmeas PO foi para a Estância Retiro, de Fábio José Siqueira de Quadros, de Carazinho (RS), com o lote de número 4 (tatuagens TE135, TE123 e TE113).

campeonato-rustico-angus
Foto: Gabriel Olivera / angus.org.br

Os grandes prêmios de machos PC ficaram com a Parceria Rotta Assis, Estância Tradição, de Santa Vitória do Palmar (RS). O trio grande campeão foi o lote 26 (tatuagens 2213, 2207 e 2204). A propriedade ainda levou o trio reservado grande campeonato de machos PC com o lote 27 (tatuagens 2106, 2141 e 2135), o terceiro melhor trio PC com o lote 25 (tatuagens 2281, 2282 e 2280) e o melhor macho PC com o exemplar Tradição 2204. Para o criador Rogério Rotta Assis, a disputa sempre acirrada não tirou o foco da propriedade. “O que é legal são as pessoas da arquibancada que nos dizem que acham os nossos animais bons”, afirmou. O grande campeonato dos machos PO também foi para o criatório, com o lote 19 (tatuagens T61, T68, T69) e o melhor macho PO com o touro Tradição T68.

Os títulos de trio reservado grande campeão de machos PO foi para a Cia. Azul Agropecuária, da proprietária Susana Macedo Salvador, com o lote 20 (tatuagens 3264, 3152 e 3104). O terceiro melhor trio foi para a Cabanha Soldera com o lote 22 (tatuagens 5125, 5050 e 5006).

Rústicos Individuais

No julgamento de rústicos individuais, os títulos ficaram com a Estância Ferro Velho, de Santa Vitória do Palmar (RS), em parceria com a Bayucuá, do Uruguai. A melhor fêmea PO Individual foi o animal Bayucua TE (tatuagem 9581 – box 5) e o melhor touro PO Individual foi o Bayucua (tatuagem 9602 – box 12). Segundo o criador Rodrigo Terra Vasquez, a vitória valoriza o criatório e promove uma integração com a raça. “É ótimo ter um sangue consagrado nessa exposição e estar entre amigos. É um dia ímpar”, comemorou.

Em todas as disputas, o jurado foi Flávio Montenegro Alves, que também é inspetor técnico da Associação Brasileira de Angus. O médico veterinário ressaltou que todos os animais mostraram alto desempenho genético. “O que levei em conta foi a homogeneidade do trio, pois todos estavam muito bons”, afirmou.

Fonte ANGUS