Capataz de pecuária moderna: liderança por referência

Capataz de pecuária moderna: liderança por referência

Capataz de pecuária
Foto: Antonia Eguigureno / pixabay.com

Tema pouco discutido, mas uma empresa sul matogrossense resolveu fazer um evento dedicado ao profissional que hoje é visto como parte essencial do gerenciamento da propriedade rural. Foi com esse intuito que a Macal Nutrição Animal realizou um evento focado no capataz de pecuária, evento que já está na sua terceira edição e contou com a presença de mais de 500 capatazes.

Uma das palestras foi ministrada pelo Médico Veterinário Marcelo Beretta, da Cia. Pecuária Assessoria e abordou o seguinte tema:

Habilidades e desafios de um bom Capataz de pecuária

As principais habilidades e ferramentas gerenciais quase sempre se resumem em uma das características fundamentais: a liderança. As coisas acontecem e são realizadas em qualquer negócio, inclusive em negócios rurais devido à convicção de certas pessoas.

Os capatazes são os responsáveis diretos pela sobrevivência e pelo sucesso da organização. Cada sucesso ou fracasso da empresa é o sucesso ou insucesso de um ou mais capatazes. A excelência empresarial está profundamente relacionada com a excelência gerencial. A visão, a dedicação e a integridade do gerente são os principais determinantes do sucesso empresarial.

Dentre as habilidade de um bom capataz Beretta dividiu em dois grupos, habilidades técnicas e comportamentais.

Habilidades Técnicas

As habilidades técnicas são determinantes para o bom desempenho do capataz, sua capacidade organizacional de controlar os peões da fazenda, insumos, ferramentas e funções de cada um no dia-a-dia de trabalho além do conhecimento técnico que o faz tornar-se referência dentro da equipe.

Habilidades Comportamental

O comportamento ideal de um capataz deve sempre ter a premissa da educação, um por favor, obrigado e elogios devem sempre estar pautados no seu dia-a-dia para com os seus colaboradores. Outros adjetivos também devem ser essenciais: iniciativa, bom senso, vontade, honestidade e humildade, contando sempre com os obrigatórios: honestidade, compromisso, responsabilidade, educação e postura.

vacada vaqueiro
Foto: Vacada Nelore Jandaia – Fazenda Kuluene / Beefpoint.com.br

Para se tornar um profissional diferenciado dentro do mercado de trabalho Beretta listou alguns atitudes e adjetivos que podem fazer de você um capataz bem disputado. Ser um bom comunicador, dialogar de forma clara e objetiva, ter sempre a iniciativa de realizar as tarefas por mais onerosas que sejam, ser humilde para admitir falhas, bom senso para avaliar as situações sempre da melhor forma possível e por fim vontade de sempre fazer o melhor.

Capataz: Influenciar as pessoas que vão executar as tarefas do dia-a-dia

As características que mais influenciam

Para ser um profissional nessa area você precisa também ser um influenciador, pois automaticamente sendo um bom profissional a equipe de trabalho o respeitará. A capacidade técnica para lidar com o gado ou atividades dentro da fazenda é um dos pontos principais, além da educação, postura (limitando brincadeiras, controlando o seu horário e dos envolvidos) e por fim iniciativa.

A tecnologia está cada dia mais presente dentro das fazendas, e não pense que isso é uma fase, ela veio pra ficar e você precisa adaptar-se às novas formas de comunicação, WhatsApp, redes sociais e outras ferramentas que ajudarão na comunicação patrão funcionário e entre funcionários. Essas ferramentas são importantes para tirar fotos do rebanho, pedir equipamentos em falta ou quebrados que precisam ser repostos, orçamentos e cotações, compra e venda de animais, divulgação de leilões e da fazenda.

Visões do fazendeiro e capataz

O funcionário da pecuária, escolhe seu emprego através das seguintes prioridades: dinheiro, estrutura da fazenda, relações interpessoais (amizades), lazer oferecido no lugar, cultural e por ultimo qualificação técnica oferecida pelo dono da fazenda.

Diferente do fazendeiro que escolhe seu capataz avaliando principalmente a capacidade do profissional em ter relações interpessoais, estrutura e por fim dinheiro. Outras características que são levadas em consideração pelo proprietário é se o capataz tem ou não “brilho nos olhos”, motivação, vontade e principalmente atitude de dono (tratar a fazenda como se fosse sua e cuidar com o maior zelo possível).

o maior Desafio de formar uma boa equipe é manter ela

Depois de formar uma boa equipe o grande desafio e mantê-la, entre os maiores motivos de demissão de funcionários está o alcoolismo e vícios, mudanças para areas urbanas e brigas entre funcionários e familiares. É possível evitar demissões capacitando melhor os profissionais e familiares para que as pessoas mantenham-se ocupadas, oferecer lazer, confraternizações, cultos religiosos e melhorar a relação entre as equipes de trabalho que se dividem entra sede, retiro e praieiros.

Elogios e críticas na hora certa

Existe uma máxima que o elogio vem de jegue e a crítica como um foguete, tome cuidado de como você repreende seus colaboradores, é necessário ter muito jogo de cintura para fazer isso, os elogios faça sempre em público para motivar todos os envolvidos e as críticas faça no particular.

Equipe de trabalho fazenda
Fazenda Lageado CFM / Foto: Cia Pecuária Assessoria

Vantagens de se morar no campo

Beretta fez um comparativo de salários que traduz muito bem a atual realidade do país, em areas urbanas mesmo você ganhando mais não sobra quase nada para fazer uma poupança e outros investimentos. O trabalhador rural, as vezes ganhando menos, sobra uma quantia bem superior pois no campo você pode ter uma horta, galinhas, porcos entre outras atividades para prover o seu alimento. Além de não ter poluição sonora e ambiental é mais seguro, tranquilo e um ótimo lugar para se criar os filhos, longe da criminalidade e drogas.

Quanto mais o trabalho estiver ligado ao prazer, maior a chance de tudo dar certo. Cássio Casseb

Artigo criado através da palestra de Marcelo P. Beretta da CIA Pecuária Assessoria

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.

1 COMENTÁRIO