Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Rondonópolis no Mato Grosso declara emergência por falta de chuva

Rondonópolis declara situação de emergência por 90 dias, por conta da estiagem que afetou nos últimos meses a região; cidade tem o segundo maior PIB do estado

A Prefeitura de Rondonópolis (MT) declarou situação de emergência por 90 dias, por conta da estiagem que afetou nos últimos meses a região, principalmente a produção agrícola, e nesta segunda-feira (05/02), o Decreto nº 11.917 de 29 de janeiro de 2024 foi publicado no Diário Oficial do Município. A declaração de situação de emergência ocorreu por uma solicitação da classe agropecuária representada pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis, e em atendimento a um laudo meteorológico elaborado pela Assessoria Especial de Segurança Pública e Defesa Civil (GASP) em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Com o segundo maior PIB do estado de Mato Grosso, é conhecida nacionalmente pelo seu excelente desempenho agropecuário, que lhe garante a liderança do ranking de exportações do Estado e o reconhecimento como a capital do agronegócio. O município também desponta como a mais nova promessa de crescimento industrial de Mato Grosso e do Brasil, a agricultura já não é mais a vocação principal, e sim a mola propulsora das suas inúmeras outras vocações econômicas.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis, Lucindo Zamboni Júnior, a situação da estiagem vem afetando muito o produtor rural no município e o decreto publicado pela Prefeitura de Rondonópolis é o primeiro passo para que o setor possa minimizar os efeitos climáticos na produção agrícola da região.

“Agradecemos a sensibilidade da gestão municipal para com o setor, e com este decreto toda a cadeia produtiva atingida pela forte estiagem poderá ir até as instituições financeiras para buscar a renegociação de suas dívidas, além de ser beneficiada com as ações e recursos do Governo Federal. O Sindicato Rural fez o seu papel representativo e o poder público agiu rápido a solicitação”, pontuou.

Para aqueles produtores que estiverem com dúvidas ou quiserem mais esclarecimentos sobre o que reflete no setor o decreto municipal de situação de emergência, Lucindo Zamboni, orienta para que busquem atendimento no escritório do Sindicato Rural no Parque de Exposições.

Após o reconhecimento, o município está apto a solicitar recursos do Governo Federal e Estadual para ações de defesa civil, como assistência humanitária, reconstrução de infraestruturas e restabelecimento de serviços essenciais. No texto, a administração municipal destaca os impactos da estiagem que justificam a declaração de situação de emergência. Considerando que a estiagem vem afetando a renda das famílias, notadamente as da zona rural, diante dos altos prejuízos causados na agricultura familiar e na pecuária, devido a perda das safras, impactando diretamente o comércio local e demais setores da sociedade.

A validade do decreto é de 90 dias, a partir da publicação, podendo ser prorrogado por igual período, com seus efeitos retroagidos a 01 de setembro de 2023, período em que o Instituto Nacional de Meteorologia registrou baixo índice de precipitação da chuva acumulada mensal entre os meses de setembro a dezembro de 2023 em Rondonópolis, sendo um volume de precipitação insuficiente para o desenvolvimento normal das culturas locais.

Importância de Rondonópolis para o Mato Grosso

Com uma importante localização geográfica, a cidade tem na industrialização um novo salto de crescimento. Hoje, a diversificação de segmentos industriais tem gerado títulos importantes para o município: maior pólo de esmagamento, refino e envaze de óleo de soja do Brasil, maior pólo misturador de fertilizante do interior brasileiro, maior produção estadual de ração e suplementos animais, frigoríficos com padrões internacionais e prepara-se para se consolidar como um dos principais pólos têxteis do centro-oeste, através do incentivo e investimento na indústria de tecelagem e confecções. Mais recentemente, Rondonópolis começa a receber investimentos no setor de metalurgia.

*** Corrigimos: A capital do agronegócio do Estado do Mato Grosso é Sorriso, não Rondonópolis, como antes noticiado.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM