Carbendazim não poderá mais ser vendido no Brasil

O carbendazim, segundo o órgão, apresenta riscos à saúde humana, sobretudo aos produtores rurais que o manipulam em meio às propriedades rurais.

Foi proibido, em todo o país, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos. A votação foi unanime.

A proíbição, que passa a valer neste mês de fevereiro, define que essa medida alcança todos os produtos técnicos e formulados à base desse ingrediente ativo atualmente – registrados ou com pleito de registro no Brasil.

No ano de 2022, em junho, a Anvisa havia sido responsável por medida cautelar que suspendia temporariamente o carbendazim. Na oportunidade, a decisão foi tomada em meio ao processo de revalidação do defensivo agrícola.

O banimento em definitivo do carbendazim foi validado pelos quatros diretores que participaram da reunião. Relator do processo, Alex Machado Campos, votou “sim” pela proibição do uso do produto para fins agrícolas no país. Ele teve o entendimento seguido por Romison Rodrigues Mota, Meiruze Sousa Freitas e pelo diretor-presidente Antonio Barra Torres.

O carbendazim, segundo o órgão, apresenta riscos à saúde humana, sobretudo aos produtores rurais que o manipulam em meio às propriedades rurais. “Presumidamente tóxico para reprodução em humanos”, afirmou Campos durante a reunião da diretoria da Anvisa, ao destacar o resultado feito pela equipe técnica do órgão.

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícia

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM