Carne vermelha é um grande agente de humor comprovado

Carne vermelha é um grande agente de humor comprovado

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Estudo com mais mil pessoas mostrou que o aumento de consumo de carne vermelha reduziu a ansiedade e depressão em 50%.

via Dr. Rondó

Será que estes são os antidepressivos da época das cavernas?

Alguma vez já se perguntou porque atualmente se usam tanto antidepressivos? Bom, primeiro, veja só… Há algum tempo, atendi uma paciente que me procurou tendo sido diagnosticada como pré-diabética. Ela se interessou pelo meu protocolo de tratar diabetes. Tudo que ela queria era ficar mais saudável sem depender de medicações.

Depois de analisar seus exames, indiquei a ela um programa alimentar adequado para quem tem níveis elevados de hemoglobina glicada (A1C).

E os seus resultados foram surpreendentes…

Esse programa de refeições elimina todos os carboidratos, açúcares refinados, grãos, frutose e alimentos processados. ​​Estes são os alimentos que estimulam a sua glicemia e insulina, desenvolvendo ganho de peso, resistência à insulina e consequentemente diabetes.

Para simplificar, essa orientação alimentar se baseia em como nossos ancestrais faziam. E, para isso, você deve consumir gorduras saudáveis ​​e carne vermelha de animais criados a pasto.

Recentemente, essa paciente retornou. Seus níveis de açúcar no sangue estavam de volta ao equilíbrio. E ela perdeu quase 20 quilos.

Foi quando ela me contou sobre um efeito colateral incrível do plano alimentar proposto…

Sua ansiedade e depressão desapareceram completamente.

Ela relatou que em apenas duas semanas seguindo esse plano alimentar, percebeu que aquela “nuvem escura” que flutuava na sua cabeça, uma “névoa no cérebro”, sumiu.

Além disso, disse ter ganhado mais energia!

O engraçado é que a paciente nunca havia mencionado que sofria de ansiedade e depressão, e por isso o resultado causou surpresa…

Antidepressivos primitivos

Na verdade, há uma grande conexão entre o que comemos e como nos sentimos, fisicamente e mentalmente.

E isso só reforça o que venho dizendo aos meus pacientes e leitores há anos, que a CARNE VERMELHA DE ANIMAIS A PASTO, É UM IMPULSIONADOR DO HUMOR COMPROVADO.

E aí está a ciência para mostrar isso mais uma vez. Um grande estudo com 1.000 mulheres, realizada pela Universidade da Austrália, causou surpresa aos pesquisadores, pois eles estavam tentando provar que a carne vermelha não era boa para a saúde mental…

Como ciência não é passional, mas sim racional, os pesquisadores tiveram que admitir que o resultado encontrado era exatamente o oposto.

Ou seja, O AUMENTO DO CONSUMO DE CARNE VERMELHA REDUZIU A ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM 50%.

Um segundo estudo randomizado confirmou os resultados, aonde os pesquisadores dividiram pacientes deprimidos com idades entre 20 e 93 anos em dois grupos. Um grupo foi alimentado com uma dieta de alimentos processados ​​e carboidratos. Os outros comiam uma dieta rica em carne vermelha.

Após 12 semanas, 32% dos consumidores de carne relataram que seus sintomas de depressão e ansiedade desapareceram em comparação com apenas 8% que comeram uma dieta ocidental típica.

Se você sofre de ansiedade, aposto que nunca ouvirá alguém lhe aconselhar a comer dois bifes já no café da manhã. A maioria das pessoas não ouvem seus instintos, e, portanto, não reconhecem a conexão entre o que comemos e como nos sentimos.

E com essa dieta moderna, cada vez mais se torna necessário o uso de antidepressivos. Uma em cada quatro mulheres na faixa dos 40 e 50 anos toma essa medicação…

Passo a passo para aliviar a ansiedade e depressão

A ciência é clara mostrando que o cérebro precisa de uma dieta rica em gordura para afastar a depressão e a necessidade do excesso de antidepressivos que vemos hoje. Procure consumir em todas as refeições cerca de 70% de gorduras, 25% de proteínas e 5% de carboidratos.

Para isso:

– Use as gorduras certas. Priorize gorduras como azeite de oliva, óleo de coco, abacate, manteiga e ghee. Evite estritamente gorduras trans e óleos vegetais como milho, girassol, cártamo, soja e canola.

– Consuma a proteína certa. Quando se ingere pouca proteína, seu corpo estimula a insulina a armazenar gordura. Com isso, gera inflamação crônica. Esse macronutriente é necessário diariamente. Exemplos: bife, omeletes, salmão e lagosta.

– Restrinja carboidratos ao mínimo possível. Sua necessidade de carboidratos é zero. Além de aumentarem os níveis de insulina, são altamente inflamatórios, o que pode causar ansiedade e depressão. Procure consumir vegetais que crescem acima do solo e evite os que crescem no subsolo. Portanto, as boas escolhas incluem couve, espinafre, brócolis, repolho e pimentão verde.

Se houvesse maior consciência da forma correta de se alimentar, certamente haveria mais saúde e menor demanda por antidepressivos e outros remédios. Então, que tal começar agora a mudar sua forma de comer?

Via Dr. Rondó

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.