Carne vermelha fortalece músculos e o sistema imunológico

Carne vermelha fortalece músculos e o sistema imunológico

PARTILHAR
componentes da carne vermelha
Fonte: Divulgação

Principal fonte de proteína na mesa do brasileiro, a carne vermelha é essencial em qualquer cardápio balanceado, rico em vitaminas e minerais indispensáveis à saúde.

Pesquisadores e profissionais garantem que o alimento é importante para a construção muscular e para o fortalecimento do sistema imunológico. O assunto ganha força em debates no Dia Mundial da Saúde, comemorado nesta sexta-feira, 7 de abril.

Os benefícios do consumo de carne devem-se à presença de zinco, ferro e fósforo, amioácidos e ácidos graxos essenciais, além das vitaminas do complexo B, entre elas B6 e B12, que atuam na formação de células vermelhas do sangue e na manutenção do sistema nervoso central. Além disso, a carne vermelha vem sendo apontada como responsável na ajuda ao combate da obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares. É o que garante o cirurgião vascular e nutrólogo Wilson Rondó Jr, autor do livro Sinal verde para a carne vermelha: Uma nova luz sobre a alimentação saudável. O médico explica que o ômega 3 presente na carne de gado é essencial para fazer frente ao que chama de uma “inflamação silenciosa”, ocasionada por alimentos industrializados. “O ômega 3 contribui para contrabalançar o excesso de ômega 6 que os carboidratos têm acrescentado à nossa mesa”, ressalta.

Segundo a nutricionista Simone da Luz Silveira, professora do programa de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), a carne é reconhecida como proteína de alto valor biológico e possui excelente poder de digestão (94%). Ela explica que não é o consumo de um alimento, sozinho, que desencadeia problemas de saúde. Simone ressalta que as patologias são consequências de um desequilíbrio metabólico que ocorre da combinação genética com o estilo de vida que a pessoa possui. “Não é um alimento, ou outro, isolado, que causa uma doença, mas sim, anos de uma conduta desequilibrada para aquele organismo”, explica.

A nutricionista Patrícia Andréia Jost, da Secretaria da Saúde de Santa Cruz do Sul (RS), ressalta que o equilíbrio está na escolha dos cortes. “É importante optar por preparações saudáveis”, afirma. O modo de preparo também é essencial para garantir uma refeição saudável, independente da carne que está na mesa. Segundo Andréia, deve-se dar preferência aos grelhados, assados ou cozidos, pois essas técnicas evitam a reabsorção da gordura pela carne.

Do pasto ao prato

A importância da qualidade dos cortes é reforçada pelo gerente do Programa Carne Angus, Fábio Medeiros. Veterinário e estudioso do assunto, Medeiros argumenta que muitos mitos foram perpetuados durante décadas sobre alimentos de origem animal, e a carne é um deles. “A ciência vem demonstrando durante o tempo que o segredo de uma vida saudável está no consumo de uma dieta equilibrada, onde a carne vermelha é parte indispensável por seu conteúdo de minerais altamente disponíveis que só podem ser obtidos a partir de alimentos de origem animal, além de aminoácidos e proteínas de alta qualidade. Ao optar por carne de qualidade diferenciada, o consumidor pode conciliar alimentos saudáveis e saborosos como parte de uma dieta balanceada que, além de nutrientes, traz saciedade e prazer”, finaliza Medeiros.

Fonte Angus