Carro da BMW utiliza energia gerada a partir de esterco

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Na Califórnia, a BMW está fazendo parceria com uma fazenda de laticínios para usar metano de esterco de vaca para alimentar veículos elétricos.

A California Bioenergy em parceria com a Bloom Energy, empresas dos Estados Unidos (EUA) desenvolveram um projeto que visa utilizar o metano gerado pelas vacas nas fazendas leiteiras como combustível para gerar eletricidade renovável, que será utilizada para alimentar veículos elétricos BMW. 

Calcula-se que a energia renovável gerada será suficiente para 17.000 veículos elétricos por ano. Este projeto é em parte financiado pelo Programa de Desenvolvimento e Pesquisa Dairy Digester do Departamento de Alimentos e Agricultura da Califórnia (CDFA).

A energia é gerada no Bar 20 Dairy, na fazenda Producers Dairy, e o proprietário, Steve Shehadey, disse que o biogás criado é filtrado e convertido. “Essa iniciativa promove duas coisas”, disse ele. “Remove o metano, que é um gás prejudicial e também produz energia renovável. Duas coisas que a Califórnia precisa, decerto.”

A família Shehadey é proprietária e operadora da Producers Dairy há 66 anos. Eles trabalharam com a California Bioenergy no projeto para mover a energia renovável para a rede elétrica. “A redução do metano é uma das maneiras mais rápidas e baratas de limitar os efeitos do aquecimento global”, disse o CEO da California Bioenergy, Ross Buckenham.

O lançamento aconteceu em um momento em que os líderes mundiais estavam se reunindo em Glasgow, Escócia, para tratar da mudança climática. “Recentemente, houve este grande anúncio de que cerca de 100 países que concordaram com as reduções de metano e agricultura está liderando este caminho na Califórnia, para nossas reduções de metano”, disse ela.

As células de combustível são conectadas a uma rede de carregamento de EV, que fornecerá energia à próxima geração de veículos elétricos, como o 2022 BMW IX.

Fonte: Dairy Business

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com