Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

CBOT: Soja opera em leve alta após dados de exportação dos EUA; Milho e trigo recuam

De acordo com analistas consultados pelo Wall Street Journal, a estimativa de rendimento nos EUA deve ser mantida em 50,5 bushels por acre.

Os futuros de soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) operam em leve alta nesta terça-feira, após dados de exportação dos Estados Unidos. O Departamento de Agricultura do país (USDA) disse mais cedo que 969.212 toneladas de soja foram inspecionadas para exportação em portos norte-americanos na semana encerrada em 6 de outubro, aumento de 65,6% ante a semana anterior. Do total, mais de 690 mil toneladas tinham como destino a China.

Traders estão na expectativa de novas compras chinesas de soja dos EUA, após as atividades comerciais terem sido interrompidas na semana passada por causa do feriado em comemoração ao dia nacional da China. Cidades do país asiático, no entanto, estão voltando a impor lockdowns e restrições a viagens, já que o número de casos diários de covid-19 triplicou durante o feriado.

Investidores também ajustam posições antes do relatório mensal de oferta e demanda do USDA, que sai amanhã. De acordo com analistas consultados pelo Wall Street Journal, a estimativa de rendimento nos EUA deve ser mantida em 50,5 bushels por acre (3,396 toneladas por hectare). A produção deve ficar praticamente inalterada, em 4,379 bilhões de bushels (119,19 milhões de toneladas). Já os estoques ao fim de 2022/23 devem ser elevados de 200 milhões para 240 milhões de bushels (5,44 milhões para 6,53 milhões de toneladas).

O enfraquecimento do petróleo, que faz com que refinarias tenham menos incentivo para misturar biodiesel ao diesel, também impede uma alta mais acentuada das cotações. O óleo de soja, que cai quase 1%, é uma das principais matérias-primas usadas na fabricação do biocombustível.

Os contratos de milho operam em baixa, influenciados pelo desempenho do trigo. Os dois grãos são substitutos diretos em ração animal e, por isso, tendem a se mover na mesma direção. O mercado também é pressionado pelo recuo do petróleo, que diminui a competitividade relativa do etanol. Nos EUA, o biocombustível é feito principalmente com milho.

O USDA informou nesta terça-feira que 457.366 toneladas de milho foram inspecionadas para embarque em portos dos EUA na semana encerrada em 6 de outubro, queda de 32% ante a semana anterior.

Quanto ao relatório de oferta e demanda do USDA, os analistas ouvidos pelo Wall Street Journal acreditam que a estimativa de rendimento nos EUA será reduzida de 172,5 para 171,9 bushels por acre (10,83 para 10,79 toneladas por hectare). A produção deve passar de 13,944 bilhões para 13,891 bilhões de bushels (354,18 milhões para 352,83 milhões de toneladas). Já os estoques ao fim de 2022/23 devem ser reduzidos de 1,219 bilhão para 1,127 bilhão de bushels (30,96 milhões para 28,63 milhões de toneladas).

Os futuros de trigo operam em queda expressiva. Traders embolsam lucros após o mercado ter subido mais de 6% na sessão anterior. “Os grãos estão recuando do rali de ontem, antes do importante relatório do USDA de amanhã, com o mercado em geral também observando atentamente se os líderes do G-7 vão adotar alguma medida real contra Putin”, disse em nota Matt Zeller, da StoneX.

Foto: Pixabay

Para analistas, o USDA vai reduzir amanhã sua estimativa de estoques de trigo nos EUA ao fim de 2022/23, de 610 milhões para 563 milhões de bushels (16,60 milhões para 15,32 milhões de toneladas).

O USDA disse mais cedo que 614.371 toneladas de trigo foram inspecionadas para exportação em portos norte-americanos na semana até 6 de outubro, queda de 8% ante a semana anterior.

Há pouco, o vencimento novembro da soja ganhava 4,75 cents (0,35%), a US$ 13,7875 por bushel. O milho para dezembro recuava 4,75 cents (0,68%), a US$ 6,9350 por bushel, enquanto o vencimento dezembro do trigo caía 35,75 cents (3,81%), a US$ 9,0225 por bushel.

Fonte: Dow Jones Newswires

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM