Colheita de soja chega a 67% da área em Mato Grosso

Colheita de soja chega a 67% da área em Mato Grosso

PARTILHAR
colheita de soja brasileira na lavoura
Imagem Ilustrativa / Foto: Lucas Pavezi

Ainda há atraso nos trabalhos de campo em relação a igual período do ano passado, quando a colheita havia sido realizada em 91,5% da área. Confira!

colheita de soja em Mato Grosso avançou 15 pontos porcentuais na última semana e atingiu 67,2% da área plantada no Estado, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (5/3) pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Ainda há atraso nos trabalhos de campo em relação a igual período do ano passado, quando a colheita havia sido realizada em 91,5% da área, e ante a média dos últimos cinco anos, de 80,3%. A região com maior porcentual é o oeste do Estado, com 80,35%.

Quanto à segunda safra de milho da temporada 2020/21, o plantio alcança agora 73% da área prevista para Mato Grosso, avanço semanal de 18,36 pontos porcentuais. Há um ano, a semeadura da safrinha tinha sido concluída em 97,9% da área.

A média dos últimos cinco anos é de 91,3%. O cultivo do milho de inverno está mais adiantado no noroeste mato-grossense, onde chega a 78% da área.

Com problemas de chuvas recentes após um plantio mais lento devido ao tempo seco, a colheita de soja de Mato Grosso está 24,27 pontos atrás do registrado na mesma época de 2019/20 e tem atraso de 13,07 pontos ante a média histórica para esta época do ano, segundo o Imea.

A safra de soja de Mato Grosso deve alcançar 35,74 milhões de toneladas em 2020/21, segundo a última previsão do Imea.

Já o plantio de milho segunda safra avançou para 73,03% até esta sexta-feira, antes de 54,66% na semana anterior e 97,98% no mesmo período de 2019/20, também por impacto da colheita mais lenta de soja.

Segundo o Imea, o plantio de milho tem delay delay de 18,26 pontos ante a média histórica para esta época do ano.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com