Com crédito mais ‘caro’, produtor deve ser mais conservador

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Segundo consultor jurídico, 2022 ainda será um ano de muitas incertezas e produtor deve economizar recursos próprios

O cenário para o crédito rural no Brasil em 2022 foi tema central da entrevista do consultor jurídico José Carlos Vaz ao Rural Notícias. Na visão do especialista, o momento é de cautela.

“É um momento de muitas incertezas, por isso o produtor deve ser conservador, pegar o máximo que puder de crédito rural com taxas de juros controladas, economizando recursos próprios. Já os contratos com taxas variáveis devem ser a última opção”, recomenda.

De acordo com Vaz, o Plano Safra da próxima temporada deve contar com menos recursos para equalização e custeio, assim, os agricultores devem otimizar as despesas com a lavoura.

“2022 será um ano de muita sensibilidade da parte financeira do produtor rural, pois se acontecer alguma dificuldade, como problemas climáticos, seria interessante esse produtor estar bem capitalizado com recursos próprios”, ressalta.

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR