Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Com mais de 90 mil hectares de terras ele é o maior fazendeiro do Piauí; conheça

Alguns veículos de notícias chegam a chamá-lo de “maior fazendeiro do Piauí” devido à extensão de suas terras; conheça

Em todos os estados do Brasil, encontramos grandes fazendeiros, e o Piauí não foge a essa realidade. Mesmo não figurando entre os 10 maiores estados em território, há um produtor impressionante na região, cultivando mais de 90 mil hectares, conhecido como o maior fazedeiro do Piauí.

Alguns veículos de notícias chegam a chamá-lo de “o dono do Piauí” devido à extensão de suas terras. O que torna essa história ainda mais notável é que ela não remonta a 50 ou 80 anos atrás, como muitas outras famílias de fazendeiros em diferentes estados. Surpreendentemente, a trajetória teve início de maneira mais recente.

História da Família Sanders

Cornélio Adriano Sanders, um descendente holandês, chegou ao Piauí em 2001. Identificando nas terras férteis de Uruçuí uma oportunidade para expandir suas atividades agropecuárias, ele fundou o Grupo Progresso, hoje um dos principais produtores de soja, milho e algodão na região.

Foto: Divulgação

A história agrícola da família Sanders remonta a várias gerações, quando o patriarca, vindo da Holanda em 1949, trouxe consigo o espírito empreendedor e a paixão pela agricultura. Após o falecimento do patriarca, seus quatro filhos assumiram os negócios, tornando-se proprietários de várias fazendas em diferentes regiões do Brasil.

Em 1997, os irmãos Gerais e Cornélio decidiram concentrar suas propriedades na região de Paracatu, em Minas Gerais, e começaram a buscar novas oportunidades de crescimento. Foi em 2001 que Cornélio e seu filho fizeram uma viagem ao Piauí e identificaram na região de Uruçuí um potencial promissor para a agricultura.

Na época, o Piauí era pouco explorado para atividades agrícolas, enfrentando desafios como a falta de infraestrutura e o desconhecimento da região. No entanto, a família Sanders enxergou nesses obstáculos uma chance de superação. Assim, mesmo diante das dificuldades, investiram no potencial das terras piauienses. Em 2004, Gregory, filho de Cornélio, formou-se em agronomia e administração, assumindo o comando das operações.

Com base nas terras adquiridas pelo pai e com o apoio experiente de Cornélio, a família Sanders estabeleceu a Fazenda Progresso, tornando-se uma das maiores empresas agrícolas da região. Inicialmente, a fazenda abrangia aproximadamente 32 mil hectares de plantações de grãos em uma área total de 54.000 hectares, que incluía uma parte dedicada à preservação da vegetação.

Foto: Divulgação

Embora os primeiros passos tenham sido desafiadores, a família Sanders, munida de determinação, conhecimento técnico e árduo trabalho, transformou as terras brutas do Piauí em uma operação agrícola de sucesso. Com o tempo, a empresa expandiu, adquirindo novas propriedades e totalizando 91 mil hectares destinados ao cultivo de soja, milho, algodão e sementes de soja.

Expansão da Agricultura no Piauí

O Grupo Progresso se consolidou como referência no cultivo de sementes de soja, mantendo um laboratório completo para análise dessas sementes, com um total de 40.000 hectares dedicados ao plantio. A produção de sementes é uma atividade estratégica, com investimentos em tecnologia, pesquisa e infraestrutura para garantir a qualidade e o potencial germinativo dos produtos.

Foto: Divulgação

Além do cultivo de grãos, a família Sanders destaca-se por práticas agrícolas sustentáveis e inovadoras. A Fazenda Progresso possui uma infraestrutura completa de secagem e armazenagem, incluindo silos pintados de branco para reduzir o calor interno e preservar a viabilidade das sementes. Sistemas fechados tratam a água e os resíduos, enquanto uma usina solar foi construída para tornar a operação autossuficiente em energia.

O investimento em aviação agrícola também é notável, com a Fazenda Progresso contando com cinco aviões para realizar tratos agrícolas, como pulverização, e dois aviões pequenos comerciais para locomoção. Um aeroporto dentro da fazenda facilita as operações agrícolas, destacando o comprometimento da família Sanders com a eficiência e a modernização de suas práticas.

A produção diversificada é uma característica marcante do Grupo Progresso. Além de soja, milho e algodão, eles cultivam sementes de soja, produzindo mais de 1 milhão e meio de sacas, e mais de 5.000 hectares de algodão. A abordagem inovadora e sustentável do grupo não se limita apenas à produção de grãos, incluindo pesquisas e iniciativas recentes, como a implementação do sistema de integração.

Foto: Divulgação

A trajetória da família Sanders abrange lavoura, pecuária e floresta, sendo marcada por determinação, trabalho árduo e perseverança. Ao chegarem ao Piauí, depararam-se com uma região praticamente desconhecida para a agricultura, enfrentando desafios como a falta de infraestrutura e a distância dos centros urbanos. No entanto, mantiveram a crença no potencial da região, transformando terras áridas em campos produtivos e prósperos.

Outras fazendas

Atualmente, além da renomada Fazenda Progresso, a família Sanders detém outras quatro fazendas no Piauí. A Fazenda Progresso, localizada em Sebastião Leal, destaca-se pela grandiosidade, com aproximadamente 47.000 hectares de grãos plantados e uma infraestrutura completa para a manutenção de máquinas e operações agrícolas. A Fazenda Imperial, em Uruçuí, com 14.000 hectares, é dedicada ao cultivo de algodão, enquanto a Fazenda Rainha da Terra, em Landri Sales, abrange 9,5 mil hectares. A Península em Guadalupe, com 800 hectares, reserva-se para o plantio de algodão.

Sustentabilidade

O comprometimento com a sustentabilidade é evidente nas fazendas, que contam com sistemas fechados de tratamento de água e resíduos. Além disso, a usina solar na Fazenda Progresso tornou a operação autossuficiente em energia, reduzindo o impacto ambiental e os custos de produção.

Em conclusão, a expansão da agricultura no Piauí tem gerado benefícios econômicos e sociais para a região, impulsionando o desenvolvimento das áreas rurais, gerando empregos e atraindo investidores. O estado destaca-se como importante produtor de grãos, como milho, e outras culturas, incluindo algodão e frutas. O clima favorável e a disponibilidade de terras férteis contribuem significativamente para o sucesso da agricultura no Piauí. Além disso, os investimentos em infraestrutura, como estradas e portos, facilitam o escoamento da produção para os mercados nacionais e internacionais. Com o contínuo crescimento da agricultura no Piauí e o empenho de produtores como a família Sanders, a região consolida-se como um importante polo agrícola no Brasil.

Escrito por Compre Rural

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM