Combustível do Futuro pode trazer investimento de R$ 200 bi ao país, diz deputado

Com a perspectiva de atrair R$ 200 bilhões em investimentos, o Brasil pode se consolidar como um líder global na produção de combustíveis sustentáveis.

O setor de biocombustíveis no Brasil está prestes a dar um salto significativo com a aprovação do Projeto de Lei do Combustível do Futuro. O projeto, que já passou pela Câmara dos Deputados e agora está em discussão no Senado Federal, promete transformar a indústria de combustíveis sustentáveis no país, com um potencial investimento de R$ 200 bilhões nos próximos anos.

A primeira edição do Fórum Biodiesel e Bioquerosene, realizada em São Paulo, encerrou nesta quinta-feira (6) com um tom otimista. O encontro reuniu as principais lideranças do setor para debater as novas perspectivas trazidas pelo projeto de lei. O deputado Arnaldo Jardim, relator do projeto, expressou confiança na rápida aprovação do texto, que visa criar programas nacionais para a produção e utilização de diesel verde, combustível sustentável para aviação e biometano.

Investimento Bilionário

Durante o evento, o deputado Alceu Moreira, presidente da Frente Parlamentar do Biodiesel, destacou a magnitude do impacto do projeto, prevendo que ele colocará o Brasil em um novo patamar industrial e econômico. “Eu tenho a impressão, pelo menos no tempo em que estou na Câmara, há 12 anos, que não há nada mais importante, depois do Código Florestal, do que o Combustível do Futuro. Ele encaminha o Brasil para uma nova organização de ocupação geográfica das plantas industriais e da aplicação financeira de uma enorme quantidade de produtos derivados destes combustíveis”, afirmou Moreira.

Metas Ambiciosas

O projeto de lei estabelece um aumento no teto da mistura de biodiesel ao óleo diesel mineral consumido no Brasil, podendo chegar a 20%. Além disso, fixa metas para a introdução de combustíveis sustentáveis na aviação, um passo crucial para a redução das emissões de carbono e para o desenvolvimento de uma economia mais verde e sustentável.

Potencial de Expansão

Donizete Tokarski, diretor superintendente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), ressaltou o vasto potencial de ampliação da produção de biocombustíveis no país. Segundo Tokarski, o Combustível do Futuro beneficiará todos os setores da economia de alguma forma, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a inovação tecnológica no Brasil.

Conclusão

O Projeto de Lei do Combustível do Futuro não só promove a sustentabilidade ambiental, mas também promete um robusto crescimento econômico. Com a perspectiva de atrair R$ 200 bilhões em investimentos, o Brasil pode se consolidar como um líder global na produção de combustíveis sustentáveis. A aprovação rápida do projeto no Senado é essencial para que o país aproveite ao máximo as oportunidades oferecidas por essa nova era de biocombustíveis.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Alerta: Proibição do glifosato pode provocar prejuízo bilionário

Herbicida é usado para dessecação de plantas de cobertura, o que permite o sistema de plantio direto na palha, prática agrícola que consiste no plantar sem arar o solo. A Proibição do glifosato pode provocar prejuízo bilionário e ameaça sustentabilidade do agro

Continue Reading Alerta: Proibição do glifosato pode provocar prejuízo bilionário

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM