Como alimentar e medir as vacas que produzem pouco leite

Como alimentar e medir as vacas que produzem pouco leite

PARTILHAR
Vacas Jersey pastando
Foto: CRV Lagoa

É relativamente fácil alimentar uma vaca que está na segunda metade da lactação, porque ela não sofre um balanço energético negativo. Sua condição fisiológica é normal e ela tem boa aparência. Quando estas vacas emprenham é porque o nível de energia é suficiente para manter a gestação.

Como alimentar uma vaca na segunda metade da lactação

Há criadores que fornecem a mesma quantidade de alimento a todas as vacas, tanto para as de alta quanto para as de baixa produção. Isto só é possível se as vacas leiteiras na segunda metade da lactação tiverem um elevado nível de produção e produzirem mais de 30 kg leite/dia. Estas vacas utilizam a quantidade de energia para produção de leite e mantêm um score de condição corporal de 3,0 a 3,5.

Quando uma vaca leiteira tem uma baixa produção de leite e ela cai para 20 kg leite/dia, é necessário ajustar a quantidade de ração para um consumo energético mais baixo. Se a quantidade de ração não for ajustada, a energia extra se converterá em gordura corporal e o score de condição corporal da vaca aumentará drasticamente. Como resultado, estas vacas reduzirão em 2.000 kg de leite a produção da próxima lactação.

Ponto de medição importante: 100 dias antes da secagem

Quando uma vaca tem a tendência de converter energia extra de alimento em gordura corporal no último mês da lactação, o criador deve tomar as medidas necessárias. Se a vaca receber uma dieta rica em energia (com uma grande quantidade de silagem de milho), aconselha-se suspender esta dieta 100 dias antes do período seco e mudar para silagem de capim (o sorgo também é possível) e feno suplementado com algum concentrado como dieta básica.

Se o criador não fizer isso 100 dias antes do período seco, muitas vezes será tarde demais. Correção durante o período seco não é possível, porque uma vaca gorda não pode perder peso durante o período seco. A vaca irá primeiro precisar de uma nova cria para poder ser capaz de trazer seu corpo em condições ideais.

As seguintes vacas devem ser colocadas em um grupo de baixa produção:

  • Vacas com uma produção de leite que cai muito rapidamente;
  • Vacas com elevado score corporal (acima de 3,5) em relação ao estágio da lactação;

O conselho é dividir o rebanho em vacas de baixa e alta produção. O criador pode selecionar a qualidade da alimentação e providenciar para as vacas de alta produção as melhores forragens disponíveis e para as vacas de baixa produção fornecer forragens de qualidade inferior. Desta forma, a alimentação se tornará mais eficaz e eficiente.

Autor Fokko Tolsma, Fonte CRV Lagoa

PARTILHAR