Como alimentar um cavalo corretamente

Como alimentar um cavalo corretamente

Cavalo
Foto: Divulgação/Reprodução

A quantidade e o tipo de alimento a ser dado dependerá do tipo, da idade, do peso, da saúde e da carga de trabalho do animal, clima e muitos outros fatores.

Alimentar um cavalo pode ser confuso, pois há diversas rações disponíveis e não há dois cavalos iguais. A quantidade e o tipo de alimento a ser dado dependerá do tipo, da idade, do peso, da saúde e da carga de trabalho do animal, do clima no qual ele está e do que está disponível localmente.

Pese o cavalo usando uma fita ou uma balança. A segunda é bem mais precisa e deve ser usada no lugar da fita, se estiver disponível. A avaliação de condição corporal é a melhor forma de registrar mudanças de peso. Pese o animal a cada duas semanas e coloque as mudanças em um gráfico.

Calcule a necessidade diária total (em forragem e concentrada). Ela fica entre 1,5 e 3% do peso corporal do animal, mas em média é de 2,5%. Use a seguinte equação para determinar quanto você deve dar a seu cavalo todo dia: peso corporal / 100 x 2,5 = ração diária total.

Determine que tipo de ganho de peso você quer para seu cavalo. Você quer mantê-lo no nível em que já está (dieta de manutenção), quer reduzir o peso dele por causa de problemas de saúde (dieta redutora) ou quer aumentar o peso do equino por causa de uma doença passada ou porque ele está abaixo do peso?

A melhor estratégia a usar quando se está desenvolvendo uma dieta para um cavalo é alimentá-lo com base no peso desejado, não no peso atual. Por exemplo, se um cavalo estiver abaixo do peso com 300 kg e seu peso ideal for de 400 kg, não o alimente com 2,5% de 300 kg, e sim com 2,5% de 400 kg.

Use a mesma estratégia para um animal acima do peso:

alimente-o com base no peso desejado, não no atual, dando a ele menos do que a quantidade atual e reduzindo o peso do cavalo.

Controle o nível de energia da forragem fornecendo tipos diferentes ou uma mistura deles. Forragens diversas têm quantidades diferentes de ED (energia digerível), e esta depende do tipo de forragem (grama, ensilagem, feno, palha de aveia) e do tipo de grama (centeio, dátilo ou capim-dos-pomares).

Para o pasto, o período do ano também afeta a ED; a grama da primavera tem um nível alto dessa energia, enquanto a do inverno é bem pobre. Para a grama preservada, o corte afeta a ED; a grama cortada cedo tem mais ED do que a que foi cortada mais tarde. A palha de aveia tem muito pouca ED. A melhor maneira de descobrir o valor nutritivo da sua forragem é levá-la para análise.

Escolha o tipo de energia adequado para seu cavalo. Alguns animais tendem a se agitar ou se assustar facilmente. Alimentá-los com fontes de energia de liberação lenta, como fibras e óleos, ajudará. Esta é a forma mais segura de energia e a que causa menos problemas de saúde. Outros cavalos são preguiçosos e precisam de mais ímpeto. Dar a eles energia de liberação rápida, como os amidos encontrados em cereais e em grãos como a aveia e a cevada, pode ajudar. O amido está ligado a uma série de problemas de saúde e deve ser restrito para alguns cavalos.

Procure um profissional se não tiver certeza de quanto dar a seu cavalo. Caso tenha dúvidas quanto à quantidade de alimento que deve dar a seu equino, fale com o veterinário dele. Alguns fabricantes de ração também têm telefones que você pode usar para obter conselhos sobre como alimentar o animal.

Fonte: Wikihow

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com