Como fazer a cura de umbigo das bezerras?

Como fazer a cura de umbigo das bezerras?

PARTILHAR

Realizar a cura de umbigo das bezerras é muito importante para evitar várias doenças comuns nesta fase de vida do animal.

*Artigo publicado originalmente no blog da FUNDAÇÃO ROGE

Do nascimento à vida adulta, as bezerras exigem cuidados que irão garantir sua sobrevivência, crescimento saudável e condições perfeitas para que sejam vacas produtivas. Entre os principais cuidados neste período estão a colostragem, o conforto,  aleitamento e a cura do umbigo.

Por que curar o umbigo?

O umbigo das bezerras é um caminho aberto a vários órgãos vitais do animal. Curar e secar o umbigo significa evitar a entrada de agentes causadores de diversas doenças

A cura do umbigo é de fácil realização e garante a redução de doenças e de mortalidade. Mas é importante fazer de forma correta, pois se mal realizada, pode causar enfermidades futuras, como artrites e septicemias.

O umbigo deve ser cortado ou amarrado?

Geralmente não se recomenda amarrar. Se for muito comprido, após a imersão no iodo e com a movimentação da bezerra, o umbigo molhado ficará em contato com a sujeira do chão que será suspensa se for amarrado. Neste caso, é melhor contar de 4 a 5 dedos da barriga e cortar. Deve-se então, fazer o tratamento e a limpeza do umbigo e deixar correr naturalmente até ir secando.

Quando curar?

A cura de umbigo deve ser o primeiro manejo logo após o nascimento. Deve ser feita diariamente, duas vezes ao dia, até a secagem completa, o que pode levar de 7 a 10 dias.

Quer saber quais produtos são usados? Leia o artigo completo no blog da FUNDAÇÃO ROGE:

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com