Conab negocia mais remoções de milho para o Nordeste

Conab negocia mais remoções de milho para o Nordeste

Foto Divulgação. Fonte: Globo Rural

Mais de 33 mil toneladas de milho serão enviadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a municípios da região Norte e Nordeste.

O transporte foi negociado nesta segunda-feira (15), por meio de leilão de contratação de frete, e os primeiros lotes devem chegar aos destinos no início de fevereiro. O produto vai para pequenos criadores de animais que participam do Programa de Vendas em Balcão (ProVB) da Conab e utilizam o milho na ração animal.

Dos lotes ofertados, apenas a remoção para os municípios de Baixa Grande e Itaberaba, na Bahia, não foram negociados, mas devem ser incluídos nas próximas contratações. Para o Nordeste, o produto está sendo subvencionado, de acordo com medidas tomadas pelo governo federal no ano passado.

Cada criador da região tem direito de comprar até 10 toneladas de milho por mês, de acordo com o seu plantel, para a manutenção de seus rebanhos.

Além dos estados do Norte e Nordeste, também serão removidas 2.700 toneladas para os municípios de Cruzeiro do Sul e Marau, no Rio Grande do Sul. Nessas localidades, os preços seguem a tabela utilizada pelo ProVB, baseada nos valores do mercado atacadista.

Fonte: Conab

-- conteúdo relacionado --
Rainha no Brasil, soja vai destronar milho nos Est... Após quase quatro décadas de soberania do milho, a soja deve assumir a posição de grão mais cultivado pelos americanos, alcançando 36,7 milhões de hec...
Conab abre maior unidade de armazenamento para pro... A maior Unidade Armazenadora do governo federal, localizada no Paraná, já pode receber soja e milho de produtores privados. PARANÁ: Unidade de Ponta ...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.