Concurso de carcaças em Goiás destaca animais Angus

Concurso de carcaças em Goiás destaca animais Angus

avaliação
Produtores e técnicos Angus analisando os lotes nos currais. Fonte: Luiza Mendes.

Animais jovens e com alta padronização são destaque do Concurso de Carcaças de Mineiros.

O alto grau de padronização e acabamento dos animais marcou a terceira edição do Concurso de Carcaças de Mineiros, que ocorreu no dia 30 de novembro, na planta do frigorífico Marfrig, no município de Mineiros, Goiás. Foram abatidos 860 animais que tiveram peso médio de 271,16 quilos para os machos e 236,22 quilos para as fêmeas. De acordo com o coordenador regional do Programa Carne Angus, Maychel Borges, a idade dos exemplares e o índice de certificação dentro dos padrões do programa foram os diferenciais do concurso.

A fazenda Reunidas Baumgart, do criador Rolf Gustavo Roberto Baumgart, de Rio Verde (GO), levou para casa o título de grande campeão dos machos e das fêmeas. O lote número 6 obteve o melhor resultado nos machos, somando 94,58 pontos com o peso médio de 326,8 quilos. Já nas fêmeas, o lote 7 foi se destacou com 87,05 pontos e peso médio de 250,35 quilos. Para o gestor de agronegócio da fazenda, Nelson George Wentzel, o diferencial dos lotes campeões foi à qualidade genética, nutrição e idade. “Eram todos exemplares jovens com média de 12 a 14 meses”.

A segunda colocação para os machos ficou com o lote 12, do proprietário Edmundo Rocha Vilela, da fazenda Lageado, de Santa Rita do Araguaia (GO), com média de 326,55 quilos e uma soma de 91,26 pontos. Segundo Borges, a disputa entre o primeiro e o segundo lugar foi bastante acirrada, pois os lotes eram “parelhos em padronização”. Em terceiro lugar, ficou a MFG Agropecuária LTDA, da fazenda Flores, de Mineiros (GO), com o lote 4 de média de 263,99 quilos e pontuação de 83,31.

Nas fêmeas, o segundo lugar ficou para o lote 9 do criador Aldercio de Oliveira Martins, da fazenda Monte Alegre, também de Rio Verde, com média de 227,7 quilos e 76,75 pontos. De acordo com Borges, a grande diferença de pontuação entre o primeiro e o segundo lugar se deve ao peso dos animais. “O diferencial do lote que venceu na categoria de fêmeas foi o acabamento de gordura”, disse. O lote 10, do proprietário Elson Tomaz Souza, da fazenda Lago Azul, de Perolândia (GO), ficou em terceiro lugar, com média de 199,7 quilos e 63,67 pontos.

PARTILHAR

Zootecnista pela Universidade Federal de Viçosa

MBA em Gestão de Projetos pela UNIUBE, idealizador do projeto Tecnologia para o Agronegócio. Possui base técnica e experiência de campo em propriedades de corte e leite. Atua com foco no atendimento ao cliente, qualidade dos serviços prestados e no alcance de metas e melhores resultados para a sua empresa.
(35) 99894-0080
thiagorp100@gmail.com