Confira as novidades do Sumário de Touros da Conexão Delta G

PARTILHAR
Vencedores da PAC e PEA das raças Hereford e Braford são anunciados
Foto: Divulgação

Sumário de Touros da Conexão Delta G é lançado durante a Expointer 2021; publicação da entidade apresenta informações genômicas e mais características dos exemplares avaliados

O Sumário Genômico de Touros Hereford & Braford 2021/2022 foi lançado nesta quarta-feira, 8 de setembro, na Expointer. O trabalho da Conexão Delta G traz como principal novidade o fato de que metade dos touros apresentados são genotipados. Isto significa, não apenas o aumento da acurácia das informações, mas a possibilidade de ter estimativas para características de mais difícil medição, como a resistência à carrapato e medidas de ultrassom, por exemplo.

A presidente da Conexão Delta G, Patrícia Wolf, destacou que o lançamento do Sumário gera sempre muita expectativa no ranqueamento dos animais. “É sempre motivo de muito orgulho. Nós temos trabalhado cada ano mais intensamente para fazer com que esta publicação consiga transmitir aos usuários o nosso empenho em fazer uma avaliação genética bem feita e consistente”, observou, destacando a satisfação da entidade em apresentar neste ano, no Sumário, metade dos animais com avaliação genômica.

Patrícia também agradeceu aos conectados e às empresas que fazem a avaliação genética. Citou o GenSys Associados enfatizando que desde o início fez parte deste grande projeto da Conexão Delta G. A dirigente lembrou, ainda, a Embrapa e a Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB). “Elas foram decisivas no início desse projeto e continuam nos apoiando. Esperamos, em breve, seguir com novos projetos”, afirmou.

A consultora do GenSys Associados, Fernanda Brito, ressaltou que o processo da genômica na Conexão Delta G foi longo e criterioso, alavancando a formação de uma população de referência. “Esta população hoje conta com cerca de 8 mil animais genotipados e com medições de fenótipos para diversas características, em especial a de resistência à carrapato, foco do projeto de parceria”, informou.

Conforme Fernanda, essa população de referência é o “coração” de todo o processo. “Sem ela, não adianta genotipar os animais, pois é necessário haver, previamente, uma correlação robusta entre os marcadores e as medidas de interesse econômico e essa correlação é dada pela população de referência”, salientou, dizendo que por trás desses números tem muita pesquisa e avanços tecnológicos.

Lançamento Sumário Conexão Delta G - Crédito Nestor Tipa Júnior AgroEffective Divulgação
Foto: Divulgação

A forma de apresentação do Sumário de Touros também mudou. Fernanda explicou que houve uma ampliação no número de características para 25, que foram agrupadas por categorias, apresentando cinco diferentes Índices (Facilidade de Parto, Adaptação, Carcaça, Desmame e Final). “Isto facilita a busca da melhor informação que se adapte aos diferentes sistemas de produção. Além disso, estamos apresentando nesta edição, junto com as vacas líderes do Programa, que já vínhamos divulgando antes, também as melhores vacas e touros jovens safra 2019, com destaque para os tourinhos que foram escolhidos para o Teste de Progênie em parceria com a Progen”, colocou a especialista.

Fernanda concluiu afirmando que todas as informações, que constam no Sumário de Touros, são o resultado de muito trabalho, “desde a coleta criteriosa e incansável de dados no campo até a utilização de tecnologias avançadas de genômica e genética quantitativa, sempre acompanhando o que tem de mais moderno nesses campos”.

Estiveram presentes também ao evento o presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), Eduardo Soares, o chefe-geral da Embrapa Pecuária Sul, Fernando Cardoso, e o presidente da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), Leonardo Lamachia.

O Chefe-geral da Embrapa Pecuária Sul, Fernando Cardoso ressaltou o caráter inovador da Conexão Delta G, que procurou a parceria da Embrapa e da GenSys para, em um primeiro momento, identificar touros mais resistentes ao carrapato por meio da genômica. “Foi um trabalho pioneiro em termos de Brasil e do mundo e que foi muito bem sucedido”. Ainda segundo o pesquisador, as avaliações genômicas vão permitir a expansão das raças em áreas tropicais, com maior adaptabilidade dos animais às condições climáticas. “Esse trabalho está dentro da proposta da Embrapa, de buscar a produção de alimentos saudáveis em sistemas sustentáveis. Com animais mais adaptados ao meio é possível reduzir a necessidade de insumos e da utilização de produtos químicos no sistema de produção, com ganhos para o produtor, o consumidor e a sociedade”, finalizou.  

O Sumário Conexão Delta G está disponível para consulta online no site.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.