Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Conheça a ‘fazenda flutuante’, que viabiliza produção em qualquer local

A estrutura da fazenda flutuante incorpora um sistema de aeroponia para fornecer nutrientes às plantas, contando ainda com a integração de tecnologias como inteligência artificial e internet das coisas; conheça

Durante a CES 24, a principal feira de eletrônicos de consumo do mundo realizada em Las Vegas, uma inovação notável chamou a atenção: a AirFarm, uma fazenda “flutuante” inflável desenvolvida pela empresa sul-coreana Midbar. Essa tecnologia, reconhecida como a melhor inovação em “Segurança Humana para Todos”, destaca-se por sua capacidade de economizar água e recursos naturais, proporcionando a oportunidade para que pessoas sem experiência agrícola possam cultivar seus próprios alimentos.

A Midbar apresentou a AirFarm como uma solução versátil que permite a produção de alimentos em qualquer local. O CEO da empresa, Moses Seo, enfatizou que a instalação do sistema é rápida, levando menos de um dia para estar operacional. Essa agilidade revela-se especialmente valiosa em situações de emergência, como desastres naturais e campos de refugiados, contribuindo para a segurança alimentar em cenários adversos.

Qualquer espaço

Adicionalmente, a versatilidade da fazenda inflável se destaca, pois pode ser acomodada em praticamente qualquer espaço sem depender de estruturas metálicas pesadas, mantendo ao mesmo tempo sua robustez. A AirFarm é confeccionada com um material emborrachado, proporcionando não apenas resistência, mas também uma redução de custos para o cliente, conforme destacado por Moses.

Moses Seo ressaltou durante a feira que, embora existam alternativas na indústria agrícola que empregam contêineres, muitas delas ainda dependem do bombeamento de água e não podem ser implantadas em locais diversos.

A aparência visual da AirFarm assemelha-se a um pequeno galpão totalmente branco, no entanto, seu interior revela prateleiras infláveis sustentando mudas de plantas. Apesar da aparência simples, a Midbar integra sistemas automatizados utilizando Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT).

fazenda ‘flutuante’
Foto: Divulgação

Cultivo

O processo de cultivo adotado é baseado em um sistema de névoa, que transporta umidade e nutrientes na forma de vapor até as raízes. Posteriormente, o sistema realiza uma reciclagem da umidade excedente, conferindo maior independência no consumo de água.

De acordo com Moses, a tecnologia de aeroponia acelera o crescimento dos alimentos em 1,5 vezes em comparação com o solo, enquanto reduz o consumo de água em impressionantes 99% em relação à agricultura convencional e em 90% quando comparada à maioria das fazendas verticais.

A AirFarm propõe não apenas uma redução significativa de 60% no uso de fertilizantes, mas também a completa eliminação do emprego de agrotóxicos. O ambiente de produção é estritamente controlado, permitindo sua adaptação tanto para restaurantes quanto para uso pessoal, destacou o executivo.

A projeção é que essa tecnologia seja capaz de gerar até 140 quilos de alimentos por mês. Até o momento, a AirFarm passou por testes bem-sucedidos com cultivos como cenouras, cânhamo medicinal e verduras, e estão em andamento estudos para a produção de morangos.

A Midbar opta por não comercializar diretamente seus produtos, buscando, em vez disso, parcerias com distribuidores em diferentes países. Moses indicou que há interesse, inclusive, no mercado brasileiro.

Escrito por Compre Rural

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM