Conheça o gado Girsey

Conheça o gado Girsey

PARTILHAR
gado cruzado de gir leiteiro com jersey. - girsey
Foto: João Nabuco / Divulgação

GIR Leiteiro com Jersey está sendo utilizado como ferramenta genética em novos cruzamentos, para potencializar a produção de leite a pasto

Pedro Augusto Barbosa – A vaca GIRSEY (acasalamento das raças Gir, zebuína, e Jersey, taurina), pode ser uma excelente opção de cruzamento para a pecuária leiteira brasileira e ao mundo tropical. A idade média ao primeiro parto das vacas Girsey é de 28 meses, ou seja, quase 20 meses abaixo da média nacional, o que diminui o custo de criação da novilha (começa a produzir cedo) e aumenta a vida útil do animal. Com isso, a vaca produz mais leite na vida útil e o criador passa a ter mais animais para venda, uma vez que é maior a taxa de nascimentos e menor a taxa de reposição. O Girsey incorpora a precocidade que é uma característica do Jersey.

varios tipos de cruzamento com gir leiteiro 2
Foto: Divulgação

Se comparada ao Girolando (cruzamento entre as raças Gir e Holandês), mostra que as Girsey possuem duas lactações a mais e, consequentemente, mais dois bezerros. A expectativa é que tenham maior número de bezerros ao longo da vida produtiva, menor peso e maior produção de sólidos. Com a idade do primeiro parto sendo menor, ocorre também menor intervalo entre partos.

VANTAGENS DO JERSEY NO CRUZAMENTO

Entre as motivações para o cruzamento com Jersey, está a qualidade do leite que produzem, do qual o mesmo possui elevado teor de sólidos, gordura e proteína. Como existe uma tendência para o pagamento pelo diferencial de qualidade (se pagava preço fixo pelo leite), o cruzamento com o Jersey passou a ser uma opção muito interessante do ponto de vista econômico, desta forma agregando maior valor ao produto.

vaca récem parida - girsey
Foto: André Barbosa Pereira / @andrezootec

Outro motivo é o tamanho das vacas. Quando se trabalha com produção de leite a pasto, o que conta é a produção por hectare, e não por animal. Com animal de menor porte, tem-se mais animais por unidade de área, o que pode refletir em maior produção. O peso da vaca adulta é uma característica importante em sistemas de produção de leite a pasto. Em outras palavras, tirar leite a pasto de vaca muito pesada é antieconômico.

A união das duas raças (zebuína e taurina) se complementam por agregar animais especializados em leite e com alto teor de sólidos. Além disso, o Gir, por ser adaptado aos trópicos, apresenta resistência aos ectoparasitas, maior tolerância ao calor e menor incidência de mastite.

Fonte do vídeo PADMA Consultoria

Vantagens do GIRSEY

São vacas de estatura mediana a baixa, que apresentam uma capacidade corporal excepcional, precoces da média de idade ao primeiro parto, de excelente conversão alimentar, temperamento dócil e alta produção leiteira. Seu leite possui elevados teores de sólidos, gordura e proteína. Tornando-o de maior valor agregado.

Desta forma o Gir Leiteiro é ferramenta genética de extrema importância no desenvolvimento de novos cruzamentos para produção de leite a pasto, potencializando assim a atividade leiteira nos trópicos de forma sustentável, economicamente viável e lucrativa.

Pedro Augusto Barbosa – Editor Somos Mais Agro.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.