Conheça a origem e curiosidades dos cavalos domésticos

Conheça a origem e curiosidades dos cavalos domésticos

Cavalo Doméstico
Foto: Divulgação/Reprodução

Depois de a natureza por si mesma garantir a sobrevivência dos cavalos, a domesticação do animal foi fundamental para o desenvolvimento da humanidade.

A relação entre os homens e os cavalos vem sendo construída a milhares de ano. Atualmente, o cavalo e o homem estão juntos em tarefas como a agricultura, o transporte, tratamentos de saúde e até mesmo o esporte.

No período onde homem caçava para sobreviver, o cavalo era apenas fonte de alimentação como outro animal qualquer, só depois veio a ser domesticado pelo os homens.

A domesticação dos cavalos foi iniciada por nômades, na Penísula Ibérica e Ásia Central. A Península Ibérica foi de extrema importância para a evolução desses animais. O local serviu de refúgio para os cavalos. Nesse período, em que a maior parte da Europa estava coberta por vegetação densa, a Península Ibérica e a Ásia Central tinham pouca vegetação.

Depois de a natureza por si mesma garantir a sobrevivência dos cavalos, a domesticação do animal foi fundamental para o desenvolvimento da humanidade.

Depois que os animais foram dominados, eles proporcionaram enormes vantagens em viagens de longa distância, na agricultura, nas guerras e no comércio. Pesquisadores ainda estudam como teria sido a forma exata de captura e domesticação dos animais que, até então, eram selvagens.

Segundo os estudos biológicos, o cavalo existe há cerca de 55 milhões de anos e tem no Eohippus, também conhecido como Cavalo Dawn, um de seus mais antigos ancestrais.

Eles acreditam que o Eohippus, tenha vivido na América do Norte durante a época do Eoceno¹ a (54 a 38 milhões de anos atrás). Do tamanho de um cachorro, ele foi projetado para vivier em florestas, movendo-se em solos macios.

Eohippus
Foto: Divulgação/Reprodução

Um fato curisoso, é a evolução da pata do animal. Ao que se sabe-se eles tinham quatro dedos nas mãos e três nos pés. Por volta de três milhões de anos, a espécie Equus já apresentava cascos e teve a capacidade de se espalhar por diferentes partes do mundo.

O cavalo moderno é chamado de Equus. A palavra de origem grega, quer dizer veloz. No longo processo de evolução, muitas mudanças físicas aconteceram ao cavalo que teve que se adaptar ao ambiente em que vivia.

Evolução do Cavalo
Foto: Divulgação/Reprodução

Os cavalos são animais extramente interessantes e possui características singulares em relação aos outros animais. Por exemplo, você sabia que o cavalo não consegue respirar pela boca? Pois é, o sistema respiratório dos cavalos começa no focinho com as narinas. E ao contrário de outros animais, o cavalo não respira pela boca, pois usam somente as narinas.

Este fato pode parecer inofensivo à primeira vista. Contudo, se pensarmos que o cavalo, no seu habitat selvagem, pasta cerca de 18 horas diárias e pode, a qualquer instante, ser atacado por um predador, se ele se encontrar de boca cheia isto não vai

causar inconveniente a uma fuga imediata pois ele possui um canal nasal bem desenvolvido e independente capaz de dar resposta ao aumento de fluxo de ar necessário. Este detalhe contribuiu para a sua sobrevivência.

Eles também estão entre os maiores dos mamíferos terrestres, e eles dormem a maior parte do tempo em pé. Para os cavalos, é mais confortável estar assim do que deitados, isto porque quando estão deitados fazem pressão sobre os órgãos internos.

Estes animais têm um mecanismo nas pernas (tendões e ligamentos) que lhes permite estar em pé sem utilizarem os músculos. Para entrar em fases mais profundas do sono, os cavalos têm de se deitar.

Outra curiosidade desses animais, é sobre sua gestação, que ocorre em 330 dias. O cavalo macho é chamado de garanhão, a fêmea de égua e ao filhote de potro.

Os cavalos também são pontos fortes da economia mundial. No Brasil, a cada ano, o setor de venda de cavalos avança 12%. Segundo, o IBGE, no ano censo agropecuário de 2015, foram faturados R$ 16 bilhões.

NOTA:

¹Eoceno é a segunda época da era Cenozoica, está compreendida entre cerca de 55 milhões de anos atrás e cerca de 36 milhões de anos atrás. O Eoceno sucede o Paleoceno e precede o Oligoceno. O nome Eoceno vem do grego eos e kainos.

FONTES:
História do Mundo – UOL
Clinica do Almargem
Hipologando
Público
Site de Curiosidades

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com