A Ramo da Terra Empresa Júnior de Engenharia Agronômica da Unesp, situada no município de Ilha Solteira, prestou consultoria à um produtor de mandioca na Região de Jales-SP e aumentou em 23,8% a produção da lavoura

A partir da identificação de problemas nos talhões que apresentavam falhas, houve a adequação do manejo e potencialização da produtividade da cultura implantada, além do auxílio com a compra de novas manivas. Da mesma maneira, houve adequação da embalagem do produto comercializado, possibilitando a venda para um mercado mais exigente, tornando o mesmo
mais atrativo e fazendo com que o produtor se colocasse em uma posição mais favorável, com a implantação do caderno de controle de fluxo de caixa.

O primeiro passo foi a adequação da embalagem, em que manteve-se as características desejadas pelo cliente, de forma que a arte fora aprimorada conforme as normas da ANVISA, referentes, principalmente, à Tabela Nutricional. Com essas mudanças houve um aumento na procura pelo produto, obtendo-se uma maior demanda nas vendas, que foi suprida com sua maiorprodutividade.

Leia também

A equipe realizou a interpretação das análises de solo e do material biológico coletado, analisado em laboratório com auxílio dos professores da Universidade, para obter um diagnóstico preciso e identificar com exatidão a real problemática.

Com o reconhecimento da situação, foram feitas as recomendações de manejo, as quais foram passadas ao produtor por meio de uma carta de recomendação, contendo todos os passos a serem seguidos. Após a realização das recomendações, obteve-se 2,6 kg de raiz por planta, um acréscimo de 0,5 kg comparado a produção passada. Contudo, houve um ganho, de 5,2 toneladas de mandioca por hectare.

Serviço de informação

logo-ramo-da-terra-consultoria

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais
Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira
Tel.: (18)3743-1000 Ramal 1528
Orçamentos Cel: (18) 99771-6352
https://www.ramodaterra.com/

PARTILHAR

Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.