Cuidados com as infecções nos cascos de cavalo

Cuidados com as infecções nos cascos de cavalo

PARTILHAR
Casco cavalo
Foto Divulgação.

Afinal de contas, as infecções nos cascos de cavalos são perigosas? Sim, e os cuidados são muito importantes para evitar esse tipo de problema, veja!

Infecções nos cascos de cavalos são muito comuns e não é à toa, se pararmos para pensar o casco é a  região que mais se desgasta nos animais. Os cascos representam uma das mais importantes partes dentro do sistema locomotor, já parou para pensar em quantas funções ele desempenha?

Auxilia na promoção de equilíbrio durante o deslocamento e previne a ocorrência de problemas na articulação pois ajuda a amortecer os impactos.

Os cuidados com os cascos de cavalos é um assunto que está mais que presente na rotina de haras, fazendas, clínicas e hospitais veterinários. Você saberia quais medidas adotar para manter longe esse empecilho na criação de equinos?

Então vamos lá! Continue com a gente que esse artigo tem muito conteúdo e dicas legais para você.

Infecções nos cascos de cavalos

Rotineiras e problemáticas as infecções nos cascos de cavalos são consideradas até normais nos atendimentos veterinários, mas não negligencie esse normal, essas podem apresentar diversos graus de evolução e prejudicar seriamente o sistema locomotor do animal.

Normalmente as infecções surgem em função de alguma ferida que gera perfuração, pode ser um prego ou qualquer outro objeto pontiagudo.Situação comum de ser presenciada, principalmente quando o animal é criado em locais irregulares. Mas não é regra, pode ter outras causas e nos falaremos sobre mais duas.

As infecções nos cascos de cavalos tem como um de seus principais sinais clínicos a formação de pus. São as células brancas (leucócitos), produzidas pelo organismo para atuar na luta e combate contra as bactérias responsáveis pelo problema.

O animal costuma sentir uma dor muito forte, e apresentar sinais leves de claudicação. Em situações mais avançadas pode não conseguir apoiar o membro afetado.

Infecção através de rachaduras

Outro fator associado a irregularidade do local é a rachadura.
Esse problema é desencadeado pelo fato de que os cascos comportam o peso de todo o organismo do animal, então merecem manutenção rotineira e uso constante de ferraduras para se evitar as rachaduras e consequentemente as infiltrações que podem acabar gerando infecções com a presença de pus.

Infecção por sapinho

Muito comum em cavalos criados em ambientes mais alagados (úmidos), o sapinho está relacionado ao excesso de umidade presente no casco.
Esse tipo de infecção é causado por bactérias presentes nesses ambientes, proporcionando deterioramento do casco, além de cheiro forte e ruim.

Técnicas de prevenção

É recomendado realizar a higienização dos ambientes para evitar a proliferação de bactérias, a correção dos locais como estábulos e baias onde os animais passam a maior parte do tempo, a ferração adequada dos cascos e monitoramentos rotineiros. limpar e ter cuidado com os objetos presentes onde os animais têm maior acesso, são técnicas essenciais para garantir que casos como os citados acima não aconteçam.

Fonte: Escola do Cavalo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com