Demanda lenta, mas preços do boi gordo firmes

Demanda lenta, mas preços do boi gordo firmes

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Na maioria das praças pecuárias a cotação do boi gordo ficou estável na última quinta-feira (21/3). 

O quadro é de equilíbrio entre a oferta e a procura. A disponibilidade de gado terminado não está abundante e a demanda está fraca. 

Em São Paulo, por exemplo, as cotações ficaram estáveis na comparação dia a dia e as programações de abate de grande parte das indústrias atendem, em média, quatro dias. 

Contudo, existem compradores com maior demanda em função da exportação, por exemplo. Nestes casos, quando as ofertas de compra aumentam, as escalas evoluem, o que indica que há gado retido em engorda. 

As pastagens estão boas e as chuvas regulares têm dado respaldo para o pecuarista negociar com mais firmeza. 

Destaque para a cotação da arroba da novilha em São Paulo, que subiu R$1,00 em relação ao fechamento do dia 20/3. O preço ficou em R$144,00/@, à vista, livre de Funrural.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com