Disputa entre EUA e China, impulsiona preço da soja

Disputa entre EUA e China, impulsiona preço da soja

PARTILHAR
fazenda-diamante-verde-soja-4
Foto: Fazenda Diamante Verde

O acirramento da guerra comercial, e agora cambial, entre Estados Unidos e China elevou com força os preços da soja no Brasil nos últimos dias.

Segundo pesquisadores do Cepea, a recente desvalorização da moeda chinesa frente ao dólar encarece as aquisições de produtos norte-americanos por parte da China, deslocando compradores de commodities agrícolas para o Brasil.

Além disso, a maior demanda chinesa pela soja brasileira também foi favorecida pela desvalorização do Real frente ao dólar – a moeda brasileira permaneceu praticamente estável frente à chinesa (Renminbi – CNY) no período.

Nesse cenário, entre 2 e 9 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) subiu 4,2%, para R$ 83,58/saca de 60 kg na sexta-feira, 9. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná, por sua vez, avançou 4,3%, a R$ 77,53/sc de 60 kg na sexta.

Fonte: Cepea

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com