É criada a associação internacional de Montana

É criada a associação internacional de Montana

PARTILHAR
touros da raça montana
Foto: Divulgação

“Este é um grande passo para o desenvolvimento do Montana, que iniciou os trabalhos de seleção no Brasil na década de 1990.” – afirma o criador José Pavan Neto.

A Associação Internacional de Criadores de Montana (AIC-MTN) foi criada oficialmente em 30 de setembro de 2020. A entidade começa seus trabalhos, originados no Programa Montana, com oito associados envolvidos no melhoramento genético da raça. O plantel atual é 10 mil matrizes e são comercializados 800 touros com CEIP por ano.

“Este é um grande passo para o desenvolvimento do Montana, que iniciou os trabalhos de seleção no Brasil na década de 1990. Desde então, já comercializamos mais de 18 mil touros certificados. Esse volume comprova o potencial da raça, que proporciona ganhos indiscutíveis a cada safra em termos de produtividade”, afirma José Pavan Neto, presidente da entidade.

Pavan Neto representa a JP Agronegócios (Três Lagoas, MS). Além da propriedade, os demais associados são Calidad Genética (Campo Grande, MS), Estância da Gruta (Pelotas, RS), GBF Agropecuária (Aporé, GO), Granja Santo Antônio (Pelotas, RS), Montana DD (Abreulândia, TO), Montana MF (Ituiutaba, MG) e Programa Montana Pecuária (Mogi Mirim, SP).

“Estamos migrando do modelo de franquias para a uma associação com o objetivo de facilitar o acesso e democratizar a melhor genética Montana. Como entidade, estamos abertos ao ingresso de novos criadores, reduzindo custos e compartilhando informações genéticas dos animais”, destaca Gabriela Giacomini, superintendente técnica da AIC-MTN.

Reunião Anual de Criadores Montana / Foto: Divulgação

Gabriela informa que a associação continua com o trabalho de seleção de touros e matrizes com Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP) – documento oferecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para projetos melhoradores. E também passa a prestar serviços de avaliação genética e acasalamento dirigido para os projetos pecuários que desejam apenas selecionar a raça, sem produção e venda de touros.

“Percebemos que havia a necessidade de facilitar o acesso dos nossos clientes à genética, pois muitos pecuaristas tinham vontade de se tornar criadores de Montana e avaliar melhor os seus rebanhos. Trabalhamos bastante para chegar a um modelo de associação que ajude a democratizar o acesso à raça”, afirma Gabriela Giacomini.

Atualmente, o banco de dados de bovinos cruzados e compostos Montana conta com cerca de 390.000 animais avaliados à desmama, o que o torna o maior do mundo. Esse grande volume de informações, amparado na ciência, está à disposição dos associados e é a base da credibilidade que a AIC-MTN oferece para os criadores alcançarem o máximo potencial do rebanho.

Os pecuaristas interessados em se filiar à Associação Internacional de Criadores de Montana devem entrar em contato pelo e-mail ou pelo Whatsapp (17) 99603-0718. A AIC-MTN oferece condições especiais de lançamento para novos criadores até o fim do primeiro semestre de 2021, inclusive isenção da taxa de ingresso.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.