EEB deve limitar exportação em setembro

PARTILHAR
carcacas bovinas da raca angus
Foto: Roberto Barcellos

Depois de terem atingido volume recorde em agosto, as exportações brasileiras de carne bovina in natura iniciaram o mês de setembro em ritmo intenso.

Contudo, notícias indicando dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), mais conhecida como “mal da vaca louca”, resultaram em suspensões dos embarques da proteína brasileira para alguns países.

No geral, agentes do mercado consultados pelo Cepea esperam que a retomada das vendas ocorra o mais breve possível, seja pela negociação entre as autoridades brasileiras e do mercado internacional, seja pela dependência mundial pela carne brasileira.

No mesmo sentido, o mercado externo também é muito importante para a cadeia pecuária nacional como um todo. No mercado interno, a liquidez está baixa.

Segundo pesquisadores do Cepea, a notícia de casos de EEB somou-se à baixa oferta de animais para abate e ao fato de que parte dos frigoríficos havia preenchido as escalas para alguns dias, fazendo com que novos negócios fossem postergados no início desta semana.

Fonte: Cepea 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com