PARTILHAR

Cada brasileiro que vive o agronegócio, ou está diretamente envolvido com o setor precisa sentir-se responsável pela comunicação com a sociedade.

Nas últimas semanas a mídia brasileira, de uma forma geral, bombardeou o país com recortes da verdade quando o assunto são Agrotóxicos e Meio Ambiente. Para a Ministra Tereza Cristina, há uma má compreensão sobre o assunto. “É inadmissível que o agronegócio brasileiro tenha tido nessa última semana um bombardeio pela mídia nacional, querendo colocar desinformação aos brasileiros, falando sobre o alimento inseguro, o que não é verdade”, acrescentou. Os pesticidas e herbicidas usados no Brasil são usados em outras partes do mundo. “Quase todos os países do mundo já usam esses produtos. E quando não usam é porque não precisam”, disse sobre a segurança dos produtos.

A ministra convocou representantes do agronegócio brasileiro a “ganhar a guerra da comunicação”. “Precisamos ganhar a guerra da comunicação e o agronegócio precisa se unir. É inadmissível que o agro tenha sido bombardeado pela mídia nacional falando que nosso alimento é inseguro, isso é uma inverdade”, declarou a ministra, durante o Congresso Brasileiro do Agronegócio, promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) em São Paulo. “Sou mãe e avó e temos convicção de que estamos fazendo o melhor pelo nosso País”, acrescentou.

“Acreditar que o alimento produzido pelo produtor rural brasileiro é inseguro beira a insanidade”.

Tereza Cristina explicou que a fila dos registros de defensivos tem andado rápido para “trazer tecnologia e segurança, e não atraso como querem colocar a pecha no agro brasileiro”. Para tentar desfazer a imagem dos agroquímicos que, conforme a ministra, vem sendo difundida pela mídia nacional, o Ministério da Agricultura promoverá nesta terça-feira um café da manhã aberto à imprensa, do qual participarão especialistas e cientistas para tratar da segurança alimentar e dos defensivos.

O Agronegócio precisa de você!

Essa guerra pode ser combatida por você, que faz parte do setor, a sociedade urbana, de modo geral, não tem conhecimento para avaliar as informações que são espalhadas como verdade absoluta na TV, jornais e sites. Por isso, faça sua parte, grave um vídeo da sua rotina na roça, curral, mangueiro, lavoura, chiqueiro, horta, enfim, qualquer lugar que você esteja produzindo os alimentos que serão servidos pelo menos três vezes ao dia para essas pessoas que moram em zonas urbanas. Depois disso, espalhe ele através das redes sociais e WhatsApp, isso pode ajudar a mudar essa visão tão deturpada e cinzenta que há sobre o nosso agronegócio.

Use a hashtag #NosSomosAgronegocio e mostre a nossa verdade, a que nos move em frente e conduz nosso Brasil ao patamar de Celeiro do Mundo.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Fundador e editor do Compre Rural, pós graduado em Consultoria Web, especialista SEO e aspirante a produtor rural.