Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

El Niño em 2024: previsão indica enfraquecimento e possibilidade de La Niña

Apesar de ser atualmente classificado como intenso, há uma tendência de enfraquecimento do fenômeno nos meses vindouros, com a possibilidade de ocorrência de La Niña no segundo semestre.

O relatório número 5 do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) fornece uma visão abrangente do cenário do El Niño no Brasil em 2024.

Apesar de sua classificação atual como sendo forte, há uma tendência de enfraquecimento nos meses seguintes, com a possibilidade de ocorrência de La Niña no segundo semestre.

As previsões atuais apontam que as condições associadas ao El Niño devem persistir até abril, com uma probabilidade de 98%.

A partir de maio, a maioria dos modelos climáticos sugere um enfraquecimento gradual do fenômeno, com a neutralidade climática prevista para o trimestre de abril a junho, apresentando uma probabilidade de 66%.

Para o segundo semestre de 2024, existe uma probabilidade superior a 50% de formação do La Niña.

Teor de umidade no solo

As precipitações ocorridas em dezembro e janeiro resultaram em incrementos nos níveis de umidade do solo em extensas áreas do Brasil. Notavelmente, a elevação da umidade foi mais acentuada no sul da Região Norte e em localidades da região central do país.

A previsão para o armazenamento de água no solo em fevereiro sugere a manutenção dos níveis de umidade. Nas vastas áreas da Região Sul, a previsão aponta para níveis elevados de umidade.

Não se espera aumento nos níveis de água no solo nas porções central e leste do Nordeste, Norte e Sudeste.

Fim do El Niño: Antecipação das condições climáticas nos próximos meses

  • Menor incidência de chuvas: Norte e Nordeste, sobretudo no leste da Amazônia e norte do Nordeste;
  • Aumento de chuvas: Oeste da Região Norte, abrangendo sudoeste do Amazonas e Acre, além da Região Sul, com destaque para grande parte de São Paulo e Mato Grosso do Sul;
  • Aviso: Possibilidade de períodos com escassez de chuva no leste da Amazônia e norte do Nordeste;
  • Tempestades: Risco de precipitações intensas em algumas áreas do Sudeste e centro-sul do Nordeste;
  • Clima quente: Temperaturas superiores à média na maior parte do país;
  • Ondas de calor: Potencial para períodos com temperaturas muito elevadas em algumas regiões.

Escrito por Compre Rural

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM