Em 19 anos, peso médio do bezerro subiu 21 quilos, afirma Cepea

Em 19 anos, peso médio do bezerro subiu 21 quilos, afirma Cepea

PARTILHAR
bezerros
Fonte: Agromove

Segundo a entidade, o mercado vem pagando mais por animais mais pesados e valorizando a precocidade. Veja na matéria abaixo as informações!

O mercado tem acompanhado financeiramente o crescimento da produtividade da pecuária nacional. Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o setor vem pagando mais por bezerros mais pesados e valorizando a precocidade. 

No início da série histórica do Cepea, iniciada em 2000, o peso médio do bezerro de desmame em Mato Grosso do Sul era de 180 quilos, sendo que a diferença entre os valores mínimos e máximos pagos pelo animal de reposição era de apenas R$ 60 por cabeça.

Já em 2019, o peso médio do animal subiu para 201 quilos, ao passo que a diferença entre os preços mínimo e máximo de comercialização dos animais se ampliou, indo para R$ 400 por cabeça.

Em 19 anos, a alta foi de 11% no peso médio do bezerro e de 566% na diferença entre valores máximos e mínimos pagos ao longo desse período.

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com