Embrapa: Quais as prioridades para o setor do leite?

Embrapa: Quais as prioridades para o setor do leite?

PARTILHAR
vaca leiteira parida lambendo bezerro
Foto: Divulgação

Embrapa Gado de Leite realiza uma pesquisa inédita para a cadeia produtiva do leite. Contribua com a pesquisa para mudarmos o setor!

Está disponível no site da Embrapa Gado de Leite (www.embrapa.br/gado-de-leite) um questionário voltado para os diferentes agentes do agronegócio do leite, que visa compreender quais as prioridades do setor.

Segundo o chefe-adjunto de Pesquisa & Desenvolvimento da instituição, Pedro Arcuri, a consulta visa identificar quais as demandas da cadeia produtiva para a pesquisa nos próximos cinco anos.

“Os recursos para P&D são limitados e precisamos alinhar nossas metas de inovação com as necessidades da sociedade”, diz Arcuri.

O questionário pode ser respondido por qualquer agente dos diversos setores do agronegócio do leite. Entre o público alvo, também estão incluídos pesquisadores, professores, técnicos e estudantes de ciências agropecuárias. O questionário é simples e rápido, o preenchimento não leva mais do que cinco minutos.

As perguntas estão estruturadas em sete grandes temas:

– Saúde animal;

– Bem-estar animal;

– Qualidade do leite e derivados;

– Nutrição animal e forrageiras;

– Meio ambiente e geotecnologias;

– Melhoramento e reprodução animal;

– Gestão, sistemas de produção e mercado.

“São muitos os problemas e é importante que as pessoas se manifestem por meio dessa pesquisa para que possamos construir nossas metas de inovação em consonância com a realidade do setor”, diz a pesquisadora da Embrapa Gado de Leite, Marta Martins.

O questionário pode ser acessado em computadores, tablets ou smartphones. Para ter acesso direto às questões é só acessar o endereço: http://bit.ly/2FabXB5

A cada onze minutos, um produtor de leite deixa atividade

Fonte: Embrapa Gado de Leite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com