Endereço digital já é realidade na zona rural de São Paulo

PARTILHAR
estrada rural com endereco eletronico
Foto: Gilson Abreu/AEN

Parceria entre Governo Estadual e Google está mapeando estradas rurais; ao todo, serão 161 mil km de vias identificadas por nome e número

Anunciada em 2019 pelo Governador João Dória, a parceria inédita entre o Governo de São Paulo e o Google para mapear estradas rurais e criar endereços digitais para cerca de 340 mil propriedades espalhadas pelos 645 municípios do interior do Estado. A iniciativa, inédita na América Latina, permitirá que cerca de dois milhões de moradores dessas localidades tenham acesso a serviços públicos fundamentais, como Saúde e Segurança.

“Esse é um projeto inédito na América Latina e São Paulo sai na frente nessa parceria com o Google para mapear as estradas rurais do nosso Estado. Nessa primeira fase, o projeto impactará 2 milhões de brasileiros de São Paulo, que passarão a ter um endereço digital. Estamos investindo muito na inovação tecnológica no mundo do agro, com o objetivo de inserir os produtores do Estado dentro do que há de mais moderno em tecnologia no mundo e, felizmente, estamos conseguindo”, comentou Doria.

Um dos primeiros municípios a começar a implantação da tecnologia foi Votuporanga que fica na região noroeste do Estado. A adesão ao programa aconteceu em maio deste ano, tendo sido um dos primeiros municípios a formalizar a participação. Para tanto, em junho, foi encaminhado ao IEA – Instituto de Economia Agrícola do Estado, o Plano de Trabalho de Votuporanga, devidamente assinado pelo prefeito Jorge Seba. “Tão logo tomamos conhecimento do Rotas Rurais, encarregamos nossa assessoria de providenciar a nossa adesão, já que este programa permitirá que os moradores de propriedades agrícolas tenham acesso a serviços públicos fundamentais, como Saúde e Segurança”, diz Seba.

Imagem da zona rural de Votuporanga

O prefeito salienta que “o projeto é uma parceria com o Google e possibilitará mapear as estradas rurais, que passarão a ter um endereço digital, permitindo sua localização imediata, facilitando o atendimento de viaturas policiais, bombeiros e ambulâncias”, concluiu. O endereçamento digital das propriedades rurais será possível graças a tecnologia Plus Codes, ferramenta criada pelo Google, que converte coordenadas de latitude e longitude fornecidas por satélite em códigos curtos, semelhantes aos códigos postais.

O endereçamento digital das propriedades rurais será possível graças a tecnologia Plus Codes, uma ferramenta gratuita, criada pelo Google, que converte coordenadas de latitude e longitude fornecidas por satélite em códigos curtos, semelhantes aos códigos postais. A parceria ajudará a incorporar essa tecnologia ao sistema interno do Governo de São Paulo, que disponibilizará o endereço digital aos residentes das áreas rurais.

Além de colocar as propriedades rurais no mapa, o Plus Codes também servirá como base para iniciar o registro de 60 mil quilômetros de estradas que ainda não foram mapeadas nos 645 municípios do Estado, onde vivem cerca de 2 milhões de pessoas em aproximadamente 340 mil propriedades rurais.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Beleza, “por meio de mecanismos técnicos, poderemos incentivar o desenvolvimento e a implantação de políticas públicas relacionadas ao campo, beneficiando desde o pequeno produtor rural até o agronegócio como um todo”, afirma.

De acordo com Beleza, “o georreferenciamento das áreas rurais vai contemplar as áreas de segurança, mobilidade, conectividade, preservação ambiental, saneamento, entre outras diretivas”, conclui. Outro município que estará adotando o Rotas Rurais é Fernandópolis, que deverá anunciar oficialmente sua adesão neste sábado (24/7), durante visita do vice-governador Rodrigo Garcia.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.