Engenheiro agrônomo será o próximo ministro da Educação no governo Lula

Santana já recebeu o título de cidadão honorário dos municípios de Barbalha, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Crateús e Palmácia.

Camilo Sobreira de Santana irá comandar o Ministério da Educação a parir do dia 1° de janeiro de 2023, quando começa o novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O novo ministro da educação nasceu no dia 3 de junho de 1968, tem 54 anos de idade e assim como o presidente eleito, é filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Filho de Eudoro Santana e Ermengarda Santana, é engenheiro agrônomo e mestre em desenvolvimento e meio ambiente pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Santana já recebeu o título de cidadão honorário dos municípios de Barbalha, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Crateús e Palmácia.

Assumiu o cargo de deputado estadual do Ceará em 2010 e foi o político mais votado do pleito, com cerca de 131.171 votos no Estado. Santana foi autorizado a assumir a Secretaria das Cidades durante o governo de Cid Gomes (PDT) em 2012.

O político foi governador do Ceará de 2015 até abril de 2022. No primeiro turno das eleições, o Camilo Santana obteve 47,81% dos votos válidos, contra 46,41% de Eunício Oliveira. No segundo turno, Santana conseguiu alcançar 53,35% dos votos válidos contra 46,65% de Eunício, assim, alcançando a vitória.

O segundo mandato como governador aconteceu em agosto de 2018, onde o candidato foi reeleito com 79,96% para governar o estado do Ceará novamente, contra o seu principal adversário General Theophilo (PSDB), que obteve 11,30% dos votos válidos.

Em abril deste ano, o político deixou o cargo, devido à data limite para a sua desincompatibilização, de olho em sua candidatura ao Senado Federal. Passou o cargo para a vice-governadora Izolda Cela (PDT) em uma cerimônia realizada na Assembléia Legislativa do Ceará.

Fonte: MoneyTimes

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM