Entidades se unem e desenvolvem agroindústria no Acre

Entidades se unem e desenvolvem agroindústria no Acre

PARTILHAR
xapuria agroindustria farinha
Cerca de 18 famílias trabalham com a mandiocultura no ramal do município de Xapuri (Foto: ASCOM/SENAR - Acre)

Entidades SENAR, SEBRAE e Sindicato Rural contribuem para o desenvolvimento de agroindústria de farinha em Xapuri no Acre.

A equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR – Acre), em parceria com o Sebrae – Acre e Sindicato Rural, realizou na última quarta-feira (10) uma visita técnica à Cooperativa de Produtores Rurais do Ramal Pinheiro Barreto, localizado no município de Xapuri, para ajudar na formalização da agroindústria local de produção de farinha de mandioca, buscando impulsionar as vendas e a expansão do mercado.

A cooperativa que recebeu os representantes do Sistema S integra uma equipe que trabalha com mandiocultura, composta por 18 famílias do ramal que se dividem em cuidados com a plantação e com a produção de farinha.

“Atuo nessa cooperativa há 12 anos. Antes do apoio do SENAR, tínhamos essa dificuldade de trabalhar com a parte administrativa do nosso negócio. Mas hoje, isso está mudado. A comunidade está animada com a modernidade e com os recursos que estamos conseguindo”, explicou Nazareno Oliveira Araújo, agricultor familiar e presidente da cooperativa.

A equipe do Sistema S também aproveitou a ocasião para entregar os certificados do curso Negócio Certo Rural (NCR), além de ofertar uma palestra sobre a contribuição SENAR para os produtores rurais do Ramal Pinheiro Barreto.

“Nossa equipe e parceiros sempre buscam alavancar cada vez mais a atuação dos produtores rurais. Além dos cursos ofertados para a Formação Profissional Rural, temos ações da Assistência Técnica voltadas para a mandiocultura do Estado. Através desse contato, queremos que exista a formalização do negócio e a busca de novos mercados, aumentando, assim, a empregabilidade e o retorno financeiro”, destacou Mauro Marcello Oliveira, Superintendente do SENAR – Acre.

xapuria agroindustria farinha
Integrantes da cooperativa receberam os certificados do Negócio Certo Rural (NCR) (Foto: ASCOM/SENAR – Acre)

CONTRIBUIÇÃO

Após a entrega de certificados, foi realizada uma palestra para os integrantes da cooperativa sobre os assuntos ligados à contribuição SENAR. Para Charles Fernandes, analista de arrecadação, estas noções são importantes para que cada produtor entenda qual a melhor forma de contribuir.

“Também estamos com os cooperados nessa questão orientativa. O curso NCR, assim como tantos outros, foi possível graças à contribuição feita ao SENAR, que é recolhida para o Sistema da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A roda que gira nossas ações é feita dessas contribuições. Enfatizamos também a importância da nota fiscal em todas as comercializações feitas”, disse Charles.

“Além da contribuição SENAR, essencial para dar condições de executar os projetos em prol da comunidade, o apoio do Sindicato Rural municipal é importantíssimo, pois o sindicato está presente na comunidade e auxilia na identificação das cadeias produtivas e comunidades que gerarão maior produtividade e renda para o município”, salientou Mauro Marcello.

xapuria agroindustria farinha
“Também estamos com os cooperados na questão administrativa”, afirmou o palestrante Charles Fernandes (Foto: ASCOM/SENAR – Acre)

“A casa de farinha é uma empresa. Tem gente trabalhando, tem produção… Então o objetivo do Sebrae, em parceria com o SENAR, é motivar para que, além do trabalho, cresça também a renda dos produtores rurais. Queremos sempre trazer possibilidades para comercializar esses produtos dentro e fora do Estado. Estamos aqui para dar as mãos, pois não chegamos a lugar nenhum sozinho”, afirmou Francinei Santos, analista de Agronegócios do Sebrae – Acre.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.