Escoamento lento limita altas no mercado do boi gordo

Escoamento lento limita altas no mercado do boi gordo

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Se dependesse da oferta de boiadas, o cenário seria de alta em todas as praças.

Entretanto, a demanda está aquém do esperado. Este é o limitador das valorizações.

Na última segunda-feira (16/7), com muitos frigoríficos aguardando uma melhor posição do mercado, especialmente de como começarão as vendas de carne nesta semana, o cenário foi de estabilidade na maioria das praças pecuárias.

No mercado atacadista de carne bovina sem osso, já são quatro semanas seguidas de desvalorização. Em trinta dias, a queda acumulada foi de 2,8%, puxada principalmente pelos cortes do traseiro, que tiveram retração média de 3%.

Enquanto isso, a arroba do boi gordo, em São Paulo, apresentou alta de 2% no período, o que levou ao estreitamento da margem de comercialização dos frigoríficos que fazem a desossa. Atualmente esta margem gira em torno de 23,6%, são cinco pontos percentuais a menos em um mês.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com