Expo Fernandópolis: Sistemas de produção, bovinos de corte, abater animais com 24...

Expo Fernandópolis: Sistemas de produção, bovinos de corte, abater animais com 24 meses pesando 21@

*Foto ao centro, João Vitor Yamaguchi

Finalizando com o último dia de palestras organizadas pela CATI Regional de Fernandópolis, no ciclo de palestras de capacitação programadas para atender a demanda da bovinocultura de leite e corte da região de Fernandópolis.

Hoje, 25, foi o dia da pecuária de corte, o tema da palestra foi “Sistemas de produção – Bovinos de Corte” ela foi transmitida pelo profissional João Vitor Yamaguchi, zootecnista da DSM/Tortuga que faz parte da assistência técnica na região de São José do Rio Preto.

Palavras de João Vitor ao final da palestra:

“O intuito da palestra foi mostrar tudo sobre suplementação animal aliado ao manejo de pastagem para produzir animais precoces, abater animais com 24 meses com 21@ ou 18@. Enfatizei mostrar a diferença de rentabilidade desses diferentes sistemas comparado com o sistema convencional (sal mineral o ano todo). A importância da DSM/Tortuga entra nisso, ajudar o produtor a fazer a melhor escolha, para ter melhor rentabilidade e lembrando que pecuária, principalmente suplementação, não é receita de bolo, cada propriedade deve olhar seu manejo, suas pastagens e fazer as contas e ver qual é o melhor sistema para obter o máximo de rentabilidade. A suplementação entra nessa hora para ajudar a aumentar a lotação, produtividade por area, tudo isso associado com o manejo de pastagens.

Salientando que hoje temos a alta de todos os insumos, tivemos uma disparada muito forte nos preços, fora a instabilidade econômica, é necessário que o pecuarista faça muitas contas para que não tenha prejuízo no final do processo. As palavras de ordem são: Intensificação e Produtividade.”

palestra gado de corte  (4) palestra gado de corte  (5)

 

 

1 COMENTÁRIO