Exportações de carne bovina devem crescer 8,8% este ano

Exportações de carne bovina devem crescer 8,8% este ano

PARTILHAR
Foto e Montagem: Thiago Pereira

O faturamento com as vendas do produto também deve subir neste ano, totalizando US$ 8,53 bilhões, alta de 11% sobre o ano anterior. Confira abaixo!

O Brasil está encerrando 2020 com exportações recordes de carne bovina, com o setor sendo menos afetado do que concorrentes globais devido à pandemia, e deverá seguir aumentando os embarques no próximo ano, de acordo com números divulgados nesta sexta-feira pela associação do setor Abiec.

O volume de carnes bovinas exportadas pelo Brasil deve ser de 2,2 milhões de toneladas até o fim deste ano. A estimativa, 8,8% maior do que o total de 2019, foi divulgada nesta sexta-feira, 18, em São Paulo, pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), que representa 32 empresas.

Caso a previsão se confirme, o setor deve encerrar o ano com faturamento de US$ 8,53 bilhões, 11,8% acima do atingido no ano passado. De janeiro a novembro, as vendas somaram 1,84 milhão de toneladas, superando em 9% o volume registrado nesse intervalo, em 2019. Ao longo dos últimos onze meses, o faturamento cresceu 13,9%, chegando a US$ 7,76 bilhões.

Segundo a Abiec, o desempenho do setor está associado à relação que o Brasil mantém com a China, principal destino das exportações brasileiras de carne.

Ainda segundo a apresentação da Abiec nesta sexta-feira, “quase nenhum” frigorífico brasileiro teve de parar operações em função de questões de saúde relacionadas à Covid-19.

Para 2021, a projeção deve ser “mais conservadora”, disse o presidente da Abiec, Antônio Camardelli. Espera-se que o volume exportado aumente 6%, alcançando 2,14 milhões de toneladas e gerando alta de 3% no faturamento, com receita total de US$ 8,78 bilhões.

A Abiec estimou que o Brasil, maior fornecedor global da proteína, pode exportar 2,141 milhões de toneladas no próximo ano, volume avaliado em 8,789 bilhões de dólares.

O Brasil está negociando acordos para venda de carne bovina “in natura” para Canadá, Japão, Coreia do Sul e México, disseram autoridades da Abiec. Atualmente, o Brasil exporta o produto processado para o Canadá.

Juntos, esses países importam cerca de 1,3 milhão de toneladas de carne bovina “in natura” por ano, ou cerca de 12,5% do mercado internacional.

A Abiec disse que as empresas brasileiras poderiam fornecer cerca de 260 mil toneladas por ano para os quatro países, representando receita potencial de 1,5 bilhão de dólares.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com