Exportações de carne de frango tendem a um outubro histórico

PARTILHAR
(Foto: Globo Rural)

Esta pode ser a primeira vez em que é superada a marca dos US$700 milhões mensais, o recorde atual que foi registrado em julho de 2015, é de US$685 milhões.

Na terceira semana de outubro, com quatro dias úteis, os embarques de carne de frango in natura atingiram um dos maiores índices diários de todos os tempos: 23.700 toneladas/dia. Com isso, o acumulado em 10 dos 20 dias úteis do mês ficou em 205.973 toneladas, volume correspondente a embarques diários de 20.597 toneladas.

Mas o fato principal é que, transcorrida apenas a metade do período, a quantidade embarcada corresponde a, praticamente, 70% das 296,4 mil toneladas exportadas um ano atrás, neste mesmo mês. Um desempenho que, se mantido, redundará em um aumento anual de quase 40% no volume exportado.

É verdade, neste caso, que parte desse aumento se deve ao baixo volume registrado em outubro do ano passado, o menor de 2020. Mas o desempenho atual é extremamente auspicioso, pois, inversamente, sinaliza o melhor resultado mensal de 2021, projetando volume que pode superar as 410 mil toneladas.

Como em meses anteriores, o aumento de volume vem acompanhado de valorização no preço médio. E o valor por ora registrado – US$1.767,47/tonelada – além de representar incremento de 30,70% em relação a outubro/20, também corresponde ao maior valor dos últimos 82 meses, ou seja, não era registrado desde janeiro de 2015.

Como corolário do maior volume e do melhor preço, a receita cambial tende a alcançar os US$728 milhões, quase 82% a mais que há um ano e, principalmente, novíssimo recorde na história das exportações de carne de frango.

A propósito, esta pode ser a primeira vez em que é superada a marca dos US$700 milhões mensais, pois o recorde atual – registrado em julho de 2015! – é de US$685 milhões.

Fonte: Avisite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com