ExpoZebu 2017: feira entra na história, 35 mi em negócios

ExpoZebu 2017: feira entra na história, 35 mi em negócios

ABCZ ExpoZebu
Foto: Divulgação

Lançada como a maior edição dos últimos anos, a 83ª ExpoZebu cumpriu o que prometeu.

Uma feira maior em números e programação trouxe ao Parque Fernando Costa um público como há muito tempo não se via. Mais de 200 mil pessoas visitaram o Parque Fernando Costa.

Só não passou pelo parque a crise econômica nacional. Em 21 pregões foram movimentados R$34.837.330,00, superando o ano passado. Foram realizados ainda três shoppings de animais, além das vendas nos estandes montados no parque. A expectativa é de que direta e indiretamente tenham sido movimentados R$150 milhões de reais.

“Essa ExpoZebu vai ficar na história porque mostramos nossa força para a economia brasileira. Não falamos em crise porque trabalhamos por isso. Por onde andávamos no parque, recebíamos retorno positivo dos mais de 100 expositores que ocuparam toda a área comercial”, destaca Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, presidente da ABCZ.

Bons resultados para a economia interna e também para as relações internacionais. De olho no melhoramento genético desenvolvido com o Zebu no Brasil, comitivas de 30 países diferentes visitaram a feira. Foram 374 estrangeiros no total. E quem veio, contou com uma programação especialmente pensada para exaltar o que há de mais moderno no setor.

Sustentabilidade

A 83ª ExpoZebu levantou a bandeira da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta. O conceito esteva na pauta de quase todos os eventos realizados durante a feira. Produtores rurais, estudantes e técnicos do agronegócio tiveram ainda a oportunidade de conhecer na prática como o sistema funciona. Em parceria com a Embrapa, foram realizados dias de campo na Estância Orestes Prata Tibery Júnior.

Animais inscritos

Pelo ‘Recinto de Avaliação das Raças Zebuínas’ passaram cerca de 1.810 animais. São 15% a mais que no ano passado. Um trabalho marcado pelo resgate dos julgamentos tradicionais com a volta do jurado único por raça, e também do campeonato Modelo Frigorífico, que escolheu exemplares com as melhores características para a produção de carne.

Concurso leiteiro

Valorização também da produção de leite. O concurso leiteiro foi realizado em duas versões. Na tradicional, participaram 64 matrizes das raças Gir, Guzerá, Sindi e Guzolando. Já no Concurso Leiteiro de Fazenda, que mensurou a produção de animais a pasto, 13 matrizes das raças Guzolando, Sindi e Gir participaram.

PMGZ Internacional

O já bem-sucedido Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ) rompeu fronteiras e será também internacional. A novidade foi lançada durante uma reunião da Federação Internacional dos Criadores de Zebu (FICEBU), na última sexta-feira (05/05).

Crédito rural

A ExpoZebu 2017 também foi marcada por uma importante parceria entre ABCZ e Banco do Brasil. A diretoria das duas instituições deram início ao processo de criação de uma agência bancária especializada em agronegócios. O primeiro passo já foi dado com a sinalização de interesse entre as entidades envolvidas. Falta agora a formalização documental. Será a primeira agência com esse perfil no país, e a previsão é de que até a ExpoZebu do ano que vem ela já esteja em funcionamento no Parque Fernando Costa.

Debates técnicos

Preocupada com o presente e o futuro da pecuária nacional, a ABCZ abriu espaço para importantes discussões técnicas nesta edição da feira. Em pauta estiveram temas como o Funrural e os desafios do Zebu no mundo tropical. Durante o 7º Encontro Rural Jovem foi lançada a ABCZ Jovem. O grupo atuará com reuniões periódicas em busca de soluções e ideias para mobilizar as novas gerações do setor.

Vila Hípica

Cerca de 360 cavalos trouxeram ainda mais elegância e movimentação à feira. A Vila Hípica reuniu animais de quatro raças diferentes: Quarto-de-Milha, Mangalarga, Crioulo e Fresian. Provas de tambores, balizas e marcha foram realizadas.

Vitrine da Carne e do Leite

Sucesso absoluto de público, a programação da Vitrine da Carne e do Leite precisou até ser prorrogada para atender toda a demanda. Mais de três mil pessoas participaram. Entre as atividades oferecidas pelo mestre Marcelo Bolinha, dicas para um bom churrasco. Já as dinâmicas e cursos ligados ao leite ganharam um sotaque francês. O mestre queijeiro Hervé Mons, um dos mais respeitados e premiados no mundo, trouxe orientações como maturação e harmonização de queijo com bebidas.

O Museu do Zebu também atraiu muitos visitantes. Mais de 14 mil pessoas passaram pelo local e conheceram um pouco mais sobre a história das raças zebuínas no Brasil. A programação do ‘Zebu do Escola’ também foi outro sucesso, e recebeu mais de cinco mil crianças e adolescentes nesta edição.

Legado

E a 83ª ExpoZebu chega ao fim deixando um importante legado. Não só para a pecuária zebuína, com os avanços conquistados durante a feira, mas também para a população. Com um Parque Fernando Costa reformulado, os visitantes e trabalhadores ganharam mais duas opções de restaurantes que funcionarão permanentemente no local. O ‘Residencial ABCZ’, outra obra inaugurada nesta edição, vai oferecer aos tratadores das próximas feiras, mais qualidade de vida com acomodações climatizadas.

Além, é claro, da preocupação ambiental. Centenas de mudas foram plantadas com o objetivo de transformar o local em um grande bosque.

Por Mário Sérgio Santos, ABCZ