Falsificação de fertilizantes cresce no país; veja como se proteger

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Tendo em vista aos altos custos dos fertilizantes neste momento, tem sido identificado no mercado, atitudes de inescrupulosos, com adulteração dos adubos

O grupo de cooperativas agropecuárias, Fecoagro, recebeu denúncia de venda de fertilizante falsificados, sendo colocado varredura, ou seja, adubos sem garantias, em sacarias das marcas da Fecoagro. A empresa está alertando aos clientes para denunciar as ofertas “milagrosas” e verificar as características dos produtos antes do uso. A Fecoagro é uma empresa idônea e jamais fará venda de produtos adulterados. Todo produto expedido na indústria possui rastreabilidade e procedimentos de controle de qualidade; realizados testes de amostragem e os produtos têm a garantia na qualidade.

A Fecoagro está recomendando ao produtor, quando receber uma proposta de compra dos produtos, deve exigir a nota fiscal e que as embalagens estejam com a etiqueta de identificação. Em caso de dúvida, ou identificar alguma anomalia, devem entrar em contato imediatamente com a cooperativa do grupo Fecoagro.

Esse procedimento de falsificação de fertilizantes, utilizando embalagens de empresas idôneas ocorre quando algum comerciante quer vender produtos sem garantia por preços fora da realidade do mercado. A Fecoagro está alertando que o reuso da embalagem, seja ela sacaria, ou big bag é PROIBIDO.

Portanto, ao receber proposta de venda de fertilizantes por preços muito baixos, confira as embalagens se são originais ou se foram adulteradas. Por outro lado, a Fecoagro está alertando aos agricultores que adquirirem produtos da cooperativa, que evitem revender as embalagens vazias, pois são essa que possibilitam a adulteração dos adubos. Quem adquirir esse tipo de fertilizantes, está correndo o risco de não obter a produtividade pretendida, ocasionando sérios prejuízos ao agricultor. Na dúvida, ligue para o telefone constante na embalagem para obter mais informações sobre o produto.

Dicas para evitar adquirir fertilizantes adulterados

– Desconfie de ofertas extremamente vantajosas ou preços muito abaixo do mercado;

– Exija a nota fiscal de compra dos fertilizantes. Ainda que a compra tenha sido feita de empresa referenciada e com nota fiscal, podem ocorrer situações de desvio ou fraude na entrega da carga. Por isso, tenha sempre o cuidado de anotar os dados do transportador;

– Sempre adquirir fertilizantes de empresas fabricantes registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e de estabelecimentos comerciais registrados. Nestes locais ocorrem fiscalizações periodicamente;

– Contratar empresas de transportes idôneas, pois muitas adulterações dos fertilizantes ocorrem durante o transporte;

– Ao receber o fertilizante no comércio ou na propriedade rural verificar conferir se os lacres das embalagens dos fertilizantes não foram violados (rompidos ou dilatados) e se as características das embalagens e rótulos conferem com as descrições da nota fiscal, como por exemplo: as garantias dos nutrientes, registros de estabelecimento, nº do lote, data de fabricação, especificações físicas;

– Se no momento da semeadura o agricultor observar problemas nas características do fertilizante, suspenda a utilização do fertilizante e entre imediatamente em contato com a empresa que comercializou e com a Fecoagro, pois essas conhecem as características do produto e podem auxiliar inicialmente em suspeita de adulteração.

Via Fecoagro/SC

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.