Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Fazenda de R$ 200 milhões está em leilão pelo Grupo Redentor

Grupo Redentor leva à leilão fazenda por R$ 200 milhões para pagar credores; O Grupo empresarial, que atua no setor da carne, possui dívidas superiores a R$ 270 milhões; Conheça a Fazenda Malp

O leilão extrajudicial da Fazenda Malp, do Grupo Redentor, gigante que atua no setor frigorífico, se encerra no próximo dia 22 de novembro. A propriedade rural, localizada no município de Paranatinga, no norte de Mato Grosso, possui uma área de 8,8 mil hectares e está sendo ofertada pelo lance mínimo de R$ 200 milhões, com pagamento em até 3 anos. A companhia está em recuperação judicial, decidiu liquidar parte da dívida total estimada em R$ 270 milhões com venda do imóvel.

O leilão faz parte do plano de recuperação judicial do grupo, que tem dívidas estimadas em R$ 270 milhões. O plano foi aprovado pela Justiça neste ano e prevê a venda da fazenda como uma das formas de quitar os débitos com os credores. O comprador receberá a propriedade sem qualquer ônus ou arrendatário, incluindo uma área denominada de Fazenda Santo Antônio de Pádua.

O plano de recuperação judicial, aprovado neste ano de 2023, já previa a possibilidade de venda da fazenda. O leilão extrajudicial será realizado pelo site Teza Leilõesinformações podem ser vistas abaixo. O grupo é dono do Frigorífico Redentor, de Guarantã do Norte (MT), atualmente administrado pela Ramax. A unidade é uma das indústrias que tem habilitação para exportar para a China, principal mercado da carne bovina nacional.

A fazenda Malp, localizada no município de Paranatinga, foi ofertada ao fundo DBS ficando a opção de venda com o Grupo Redentor caso conseguissem viabilizar os documentos do imóvel. Com a valorização da fazenda pela baixa dos gravames, o Grupo Redentor optou por levar o imóvel ao mercado e receber o valor que ultrapassar a conta do fundo.

O Advogado do Grupo, Euclides Ribeiro, da ERS Advocacia, responsável pela recuperação judicial do grupo empresarial, destaca destaca que o frigorífico Redentor, que hoje abate 800 animais por dia, vem gradativamente aumentado suas receitas e com a injeção desses recursos, irá acelerar o pagamento de seus credores.

“A venda desses ativos é mais um ponto que foi modificado com a atualização da Lei de Recuperação Judicial e tem se tornado uma excelente forma de capitalizar as empresas. Neste caso, a venda da fazenda foi construída com a participação e aprovação dos próprios credores,” afirma.

O comprador da fazenda tem a oportunidade de receber um ativo sem nenhuma restrição ou ônus.

A Fazenda Malp

A Fazenda Malp está registrada sob as matrículas nº 9.544, 9.545 e 9.646, junto ao 1º Serviço de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos de Paranatinga, será entregue sem qualquer sem qualquer ônus ou arrendatário ao comprador, incluindo uma área denominada de Fazenda Santo Antônio de Pádua.

Grupo Redentor
Fazenda Malp do Grupo Redentor

Como comprar a fazenda do Grupo Redentor?

O lance inicial no leilão é de R$ 200 milhões, e pode ser pago em 3 anos. O Grupo Redentor teve seu plano de recuperação judicial aprovado neste ano com possibilidade de venda de duas Unidades Produtivas Isoladas (UPIs), e da Fazenda Malp.

Serviço

A venda da propriedade será realizada pela plataforma de leilões www.tezaleiloes.com.br até o dia 22/11/2023. O lance mínimo é de R$ 200 milhões e pode ser pago em três anos.

As visitas à Fazenda estão liberadas para interessados que devem se cadastrar no site.

Para maiores informações o e-mail é: contato@tezaleiloes.com.br.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM