Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Empresa de fertilizantes obtém licença de projeto R$ 340 mi na Bahia

Os investimentos podem intensificar a produção de 600 mil para 1,2 milhão de toneladas/ano de insumos pela Galvani no estado.

A Galvani, empresa brasileira do setor de fertilizantes fosfatados, obteve licença de instalação para a nova fase da unidade em Irecê, na Bahia, informou em comunicado enviado à imprensa. O documento, concedido pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), permite que a empresa siga para a fase de mineração e beneficiamento de fosfato usado na produção de fertilizantes.

Com investimentos estimados em R$ 340 milhões, o projeto vai possibilitar a duplicação da produção de fertilizantes da Galvani em Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, que saltará de 600 mil para 1,2 milhão de toneladas/ano, acrescentou a companhia na nota.

“A obtenção da licença de instalação representa um avanço estratégico para a nossa empresa e reforça o nosso compromisso com o desenvolvimento do território”, ressaltou a diretora de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Galvani, Sylvia Tabarin, via comunicado.

De acordo com ela, o projeto é realizado em parceria com a Companhia Baiana de Produção Mineral (CBPM).

Como próximo passo, a Galvani iniciará a instalação da unidade de produção e, em paralelo, fará os estudos para solicitar a licença de operação. Durante esta fase, é estimada a geração de cerca de mil empregos diretos e indiretos.

Essa é a última fase do processo de licenciamento para iniciar as atividades de operação da unidade. A previsão é que as obras comecem ainda este ano, e a operação inicie no começo de 2026.

A empresa também realizou aportes superiores a R$ 1 milhão na região de Irecê, por meio de Leis de Incentivo Fiscal Federal, em projetos sociais implementados ao longo de 2023, e que terão continuidade em 2024.

Fonte: Estadão Conteúdo

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM