Fim da Aftosa, plano de parar vacinação é debatido

Fim da Aftosa, plano de parar vacinação é debatido

Gado sendo vacinado contra aftosa
Foto: IcoFort Agroindustrial

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa em conjunto com várias entidades do setor está elaborando o Plano Estratégico do Programa Nacional de Febre Aftosa – PNEFA. No dia 18 de maio, o consultor da ABCZ, João Gilberto Bento, participou de uma reunião, em São Paulo/SP, para debater pontos que devem conter no plano.

Promovido pelo Instituto Pensar Agro, o evento ainda contou com a participação da ABIEC, Famato, Sindan, empresas do setor pecuário, dentre outras entidades. Tanto a ABCZ como as demais instituições terão de enviar suas sugestões para melhoria da proposta ainda este semestre.

Representantes ABCZ
Representante da Famato Francisco Castro e da ABCZ João Gilberto Bento / Foto: Divulgação

O fim da vacinação e o reconhecimento da OIE do Brasil como um país livre sem vacinação tem como objetivo alçar o Brasil a mercados da carne mais exigentes e que pagam preços melhores por produtos de países com esse status sanitário. O Plano Estratégico doPNEFA está previsto para ser executado no Brasil nos próximos 10 anos.

O objetivo principal é criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da febre aftosa e ampliar as zonas livres de febre aftosa sem vacinação. Caso a proposta seja aceita, a transição de status sanitário será feita por região, com início em 2019 e conclusão em 2023, quando todo país alcançaria a condição.

Fonte ABCZ