Final histórica, Festa do Peão de Colorado foi show nas montarias

Final histórica, Festa do Peão de Colorado foi show nas montarias

PARTILHAR
Foto: Drone Fly

Acabou tudo, na verdade não, acabou o 43ª capítulo de uma história chamada Festa do Peão de Colorado.

Provavelmente você já assistiu, você já sabe quem são os campeões, você estava lá, mas Colorado tem algo mais escondido por detrás das entrelinhas, é preciso prestar atenção, é preciso “esperar o inesperado” e ele, o inesperado, compareceu.

Tivemos o Desafio do Bem, que você pode ver clicando aqui.

A festa é montada para todos tem show? Tem comida? Tem Bebida? Tem Camarote? Tem parque de diversão? Tem tudo isso lá, mas que fique bem claro que, lá tem rodeio, e ‘dus bãus’.
Nunca vi nenhum presidente do Rodeio de Colorado, trazer a responsabilidade para si ou, usar o eu, eles sempre trabalham com a ideia que, a festa vai acontecer, porque a equipe é comprometida, é dedicada, é apaixonada.

O INESPERADO CHEGOU CEDO

E a nota 93,25 pontos na primeira noite, entre Alex Cerqueira e o touro ‘Nortão’ mostrava que o inesperado já estava acontecendo.
“Não esperava isso hoje” Disse Marcelo Shichieri sobre a quinta maior nota da história um dos presidentes mais sonhadores e apaixonados que conheço.

Porém, o inesperado, não acontece só de maneira positiva, no sábado, o mesmo touro ‘Nortão’, junto com José Vitor Leme, faziam uma apresentação para talvez, quebrar o recorde de notas da festa, mas, com 7,94 segundos, o competidor foi ao chão, neste momento o presidente Marcelo Sichieri, deu um soco no brete e virou as costas para a arena e ficou inconformado.

Marcelo trabalha muito para que esses encontros com notas altas aconteçam, e uma oportunidade dessas tão próxima, realmente deixou não só ele, mas todos os presentes frustrados.

TOMBO INESPERADO

O inesperado aconteceu também na modalidade Cutiano, onde Antônio Juscelino, abriu uma vantagem de quatro pontos, não muito normal para Colorado, mas acabou caindo na semifinal, deixando a modalidade equilibrada e, pelo segundo ano consecutivo, empata com dois campeões.

ACREDITAR NA ESCOLHA

Em Colorado, a final em touros, é feita por escolha, sem sorteio, tem sido assim nos últimos anos e, como os encontros não estavam dando certo, Marcelo Sichieri, sofria uma pressão muito grande para voltar com o sorteio.

De verdade, ele ficou balançado em fazer, mas, voltou atrás e resolveu quase que sem apoio algum acreditar neste sistema.
E sua ‘teimosia’ deu certo, desta vez os encontros aconteceram e seis competidores conseguiram notas acima de noventa pontos.
E quando na última montaria, Lucas Divino, campeão do evento, marcou a sexta nota acima de noventa, Marcelo, soltou um sorriso de orelha a orelha, a final dos sonhos aconteceu.

PÚBLICO QUE FEZ A DIFERENÇA NA FINAL

A chuva chegou ainda na semifinal, horário que as pessoas normalmente saem para assistir o rodeio, as arquibancadas iam sendo tomadas até São Pedro, chegar e derramar uma chuva serena como se fosse uma benção, prevendo o que ia acontecer.

Sim a chuva era inesperada, e aos 45 minutos do segundo tempo, os vendedores de capa de chuva ganharam uma boa grana, pois, quem foi ali, queria ver a final, até porque não havia show e, não era uma chuva que ia atrapalhar.

Não sei precisar se entre público, camarotes, cadeira cativa, profissionais, quantas pessoas haviam ali, talvez quatro mil, não sei ao certo, sei que não eram muitos, como disse, a chuva acabou atrapalhando, mas, a cada montaria de noventa pontos, a reação, era incrível, como aquela cidade, é apaixonada por rodeio, como a vibração era grande, era um público de quatro mil com sensação térmica de 20 mil, e a gente apaixonado por rodeio, acabava arrepiando a cada montaria.

TRÊS TAMBORES

Uma prova bem disputada, como sempre, mas os grandes nomes, as últimas campeãs, uma a uma foram derrubando os três tambores e, foram perdendo vaga para a disputa final. Mas, a regra é clara né, quem se supera na arena, não derrubando os tambores.

CUTIANO QUALIFICADO

Colorado faz aquele Cutiano que dá gosto assistir, imprevisível, com tombos, com notas altas, com animais que só pulam em Colorado, como Cheiro de Malícia da WR que a última vez que se apresentou foi em Colorado ano passado. Um show de roseta e pulos.

PRESIDENTE

Marcelo Sichieri, traz consigo um aprendizado muito qualificado, do seu avô, Adair Ignácio Ribeiro, um homem sábio, justo e firme no que é certo.

Traz consigo também os ensinamentos do seu pai, José Américo, um homem que acima de todas as qualidades é um especialista em rodeios em Cavalos, no estilo Cutiano.

Traz consigo a responsabilidade de manter a tradição, manter o pulso firme na hora de decidir e conduzir que seu avô lhe ensinou, inovou, arriscou, trouxe do seu lado novos nomes da comissão, gente nova, mas sempre ouvindo os mais velhos.
Participou de tudo, sorteio, escolha, embretamento, roteiro, transmissão, dormiu poucas, olhou tudo, seu crescimento como presidente de um ano para o outro foi notável e, podemos dizer que ele aprendeu cada ensinamento e futuro da Festa do Peão de Colorado está garantido.

O SONHO CONTINUA

Quando se trata de gostar de rodeios, Colorado é um lugar a se visitar, você que gosta de rodeio, precisa viver pelo menos um dia esta experiência.

E a data já está marcada, de 16 a 25 de março de 2018

CLASSIFICAÇÃO FINAL CUTIANO

1 – Ary Piovezan Jr – Piracicaba (SP), 430,25
1 – Fabiano Conceição – Piracicaba (SP), 430,25
3 – Valdir Rodrigues – Amambai (MS), 429,75
4 – José Mariano – Auriflama (SP), 428,00
5 – Nilton Donizete – Guarantã (SP), 427,00

Melhor Animal: Araguaia, Cia WR, nota 45,00 pontos

Melhor Tropa: Cia Pro Horse, média 42,91 pontos

CLASSFICAÇÃO FINAL TOUROS

1 – Lucas Divino – Nova Crixas (GO), 449,25
2 – Romário Leite – Brotas (SP), 430,50
3 – Alex Cerqueira – Igautemi (MS), 364,25
4 – Ailton Amorim – José Bonifácio (SP), 356,00
5 – Samuel Tiago – Mirante do Paranapanema (SP), 354,25

Melhor Touro: Rei da Safra, Cia Tercio Miranda, média 46,75 pontos

Melhor Boiada: Cia Tércio Miranda, média 45,00 pontos

TRÊS TAMBORES FEMININO

1- Ana Beatriz – Paraguaçu Paulista (SP), 45,223
2 – Viviane Gratão – Catalão (GO), 45,443
3 – Barbara Costa – Ponta Grossa (PR), 45,728
4 – Ana Julia – Bauru (SP), 45,759
5 – Gabriela Savio – Atibaia (SP), 45,931

TRÊS TAMBORES MIRIM

1 – Tarcila Ferguson – Rio Verde (GO), 45,798
2 – Eduarda Peres – Bilac (SP), 45,878
3 – Ellen Sayuri – Bastos (SP), 45,982

BEST BULL GENETICS

Futuro Bezerro – Príncipe, Cia RA – 90,25
Jovem Garrote – Holyfield, Cia Gaberline – 85,25

Resultados Completos: http://bit.ly/2mUvuZv

Vídeos com todas montarias: http://bit.ly/VideosColorado2017
Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP