Fortes chuvas atingem safra de milho na China e aumentam preocupação com qualidade

PARTILHAR
Foto: Divulgação

A chuva contínua submergiu as plantações nas províncias de Shandong, Hebei e Shanxi, assim como mais ao sul em Henan e Liaoning no nordeste.

PEQUIM (Reuters) – As fortes chuvas no norte da China esta semana atrasaram a colheita do milho, deixaram campos submersos e aumentaram as preocupações sobre a qualidade da safra no segundo maior produtor mundial, disseram analistas e agricultores nesta sexta-feira.

A China deve colher uma de suas maiores safras de milho nesta temporada, depois que a oferta restrita no ano passado empurrou os preços para níveis recordes.

Mas as raras chuvas fortes no início desta semana atingiram áreas do norte da China no momento em que a colheita estava para começar, dificultando a colheita e a secagem dos grãos.

“De modo geral, ainda será uma safra abundante, mas a chuva afeta o ritmo da colheita e a qualidade. Com muita chuva, os agricultores não podem secar o milho recém-colhido e isso causará altos níveis de toxinas”, disse Rosa Wang, analista da Shanghai JC Intelligence Co Ltd.

Para aumentar as preocupações, uma grave escassez de carvão forçou a China a restringir o fornecimento de energia para a indústria recentemente e pode dificultar a secagem de safras industriais em grande escala nas próximas semanas.

A chuva contínua submergiu as plantações nas províncias de Shandong, Hebei e Shanxi, bem como mais ao sul em Henan e Liaoning no nordeste.

No condado de Qihe em Shandong, a colheita de milho normalmente estaria concluída até agora, mas não começou por causa do grande alagamento nos campos, disse Paul Niven, um consultor de laticínios da China.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com