Frango mantém trajetória de queda nos preços

Frango mantém trajetória de queda nos preços

PARTILHAR
Mercado-Aves-e-suínos
Foto: Divulgação

Segundo o Cepea, movimento vem sendo limitado pelo bom ritmo das exportações

Os preços da carne de frango mantêm a trajetória de baixa no mercado interno, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Segundo os pesquisadores, o movimento foi reforçado pelo período próximo da virada do mês, quando a demanda é menor.

“No caso do frango inteiro, conforme pesquisas do Cepea, as quedas foram mais generalizadas, mas, para os cortes, alguns, como tulipa e coração, ainda se valorizaram nos últimos dias”, diz o Cepea, em nota divulgada nesta sexta-feira (23/2).

Com base nos negócios feitos na região metropolitana de São Paulo, o indicador do Cepea para a carne de frango resfriada fechou a quinta-feira (22/2) cotado a R$ 3,17 o quilo, queda de 1,7% em relação a uma semana antes. O frango congelado caiu 2%, cotado a R$ 3,16 o quilo.

Os pesquisadores do Cepea ponderam, no entanto, que o bom ritmo das exportações vem ajudando a limitar essas desvalorizações, já que os embarques enxugam a oferta interna.

Ovos

Se a avicultura de corte não tem sido favorável, na postura o cenário é preços em elevação, de acordo com o Cepea. As cotações do ovo vêm acumulando neste mês altas consideradas significativas pelos pesquisadores. Só para se ter uma ideia, o tipo extra branco para retirada em Bastos (SP) foi cotado, em média, a R$ 73,02 a caixa com 30 dúzias até a quinta-feira (22/2). O valor é 17,6% maior que a parcial de janeiro.

“As cotações dos ovos subiram com força no acumulado de fevereiro, superando, inclusive, as altas dos principais insumos utilizados na avicultura de postura (milho e farelo de soja). Esse cenário favoreceu o poder de compra dos produtores de ovos neste mês, que se recuperou frente ao observado em janeiro”, diz a nota.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com